Grêmio perde na volta do time titular e segue sem vitória no Gauchão

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio FBPA

    Cortez domina bola em jogo do Grêmio contra o Cruzeiro pelo Campeonato Gaúcho 2018

    Cortez domina bola em jogo do Grêmio contra o Cruzeiro pelo Campeonato Gaúcho 2018

Os campeões da Libertadores voltaram, mas nem isso foi suficiente para o Grêmio ganhar a primeira no Gauchão. Neste sábado (3) o Tricolor perdeu para o Cruzeiro-RS, por 1 a 0, na Arena. O revés foi definido em pênalti cometido por Madson e convertido por Kayron.

A atuação do Grêmio foi distinta em cada tempo. Na etapa inicial, o Tricolor criou chances e merecia ter saído na frente. Depois do intervalo o ritmo caiu - até em virtude da pré-temporada e reflexo físico - e depois houve pressão no abafa.

A derrota pode fazer o Grêmio terminar a quinta rodada do estadual na lanterna. Com apenas um ponto conquistado, o Tricolor passa a torcer contra o Novo Hamburgo. Na segunda-feira o atual campeão do Gauchão recebe o São Paulo-RS e se não perder, já vai ultrapassar o time de Renato Gaúcho.

Na próxima rodada, o Grêmio volta a jogar em casa e enfrenta o Brasil de Pelotas. A partida acontece na quarta-feira (7), às 21h45 (Brasília), e novamente deve ser disputada com força máxima. Ou seja, com todos os titulares.

Maicon volta e retoma faixa de capitão

Maicon voltou ao time titular do Grêmio e também retomou a condição de capitão. Líder na conquista da Copa do Brasil, em 2016, o volante assistiu Pedro Geromel erguer a taça da Libertadores no ano passado. Com a braçadeira, o camisa 8 teve boa atuação e ajudou o Tricolor a ser criativo desde o início das jogadas.

Léo Moura com a camisa 10

Léo Moura atuou no meio-campo, na vaga de Ramiro, e até por conta disso protagonizou uma cena incomum. O lateral direito atuou com camisa número 10 na estreia do time titular. Pelo flanco, apostou em inversões e infiltração para tentar aumentar o repertório do Tricolor.

Corpo no Gauchão, cabeça na Recopa

O Grêmio começou a partida claramente fazendo testes. Os experimentos são todos voltados para os dois jogos contra o Independiente-ARG, pela Recopa Sul-Americana. A escalação, por si só, já indicou o caráter do duelo nos planos de Renato Gaúcho.

Com Léo Moura no meio-campo, sendo o substituto de um Ramiro suspenso na Recopa, o Grêmio teve bons momentos. Criou pelo menos quatro chances de gols antes do intervalo e merecia ter aberto o placar. Fechou a etapa inicial com domínio completo e sem grandes sustos defensivos.

Madson muda o jogo

Logo aos 2 minutos do segundo tempo o jogo mudou. Madson puxou William dentro da área e o pênalti foi marcado. O Cruzeiro abriu o placar e obrigou o Grêmio a mexer. A primeira troca de Renato tirou o lateral direito, autor da penalidade máxima, e botou Jael para ganhar profundidade em campo. A segunda alteração foi a saída de Maicon para entrada de Alisson e com ela o Tricolor se jogou ao ataque. Depois foi a vez de Lima entrar e Cícero sair.

A partir de então, o Grêmio empilhou atacantes para tentar criar superioridade contra uma defesa fechada. As oportunidades de gol não pareceram, mas sobrou polêmica. Everton, Jailson e Lima pediram pênalti em jogadas bem espaçadas. A última delas teve claro empurrão no camisa 23, contudo não rendeu penalidade. A grande chance na segunda etapa foi com Geromel e parou em defesa arrojada de Deivity. De resto, posse sem contundência.

O Tricolor encerrou o jogo sem muitas alternativas e buscando sempre o mesmo expediente para empatar.

Adversário brinca no Twitter

O Cruzeiro não assustou em campo, mas no Twitter soube de mostrar. A conta oficial do clube gaúcho brincou com a cobrança de falta de João Guilherme. O trio livre saiu fraco, sem altura e nem força. Acabou parando na barreira do Grêmio e foi aí que veio a brincadeira.

 

"João Guilherme testou a barreira pra ver se abria de novo. Tá explicado. Simplesmente gênio", escreveu o Cruzeiro na rede social. A tese faz alusão ao gol do Real Madrid no Mundial de Clubes, em dezembro, quando Cristiano Ronaldo cobrou mal e contou com erro da barreira do Grêmio para marcar o único gol da final em Abu Dhabi.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 0 X 1 CRUZEIRO-RS

Data e hora: 03/02/2018 (Sábado), às 21h30 (Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 13.668 pessoas (10.922 pagantes)
Renda: R$ 338.466,00
Árbitro: Jean Pierre Lima
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi e Max Augusto Guimarães Vioni
Cartões amarelos: Kannemann (GRE); Fernando Pinto, Kayron (CRU)
Gols: Kayron, aos 3 minutos do segundo tempo (CRU)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Madson (Jael), Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Alisson), Jailson, Léo Moura, Luan e Everton; Cícero (Lima)
Técnico: Renato Gaúcho

CRUZEIRO-RS: Deivity; Lucas, Fernando Pinto, João Guilherme e Jonathan; Benhur, Dê, Wagner (Foguinho) e William Kozlowski (Tawan); Saldanha e Kayron (Renner)
Técnico: Ben-Hur Pereira

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos