Inter cede imagens e polícia avança em investigação de agressão no Gre-Nal

Jeremias Wernek e Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

O Internacional cedeu as imagens do sistema de câmeras do Beira-Rio para a Polícia Civil e a investigação para identificação do agressor da repórter Renata de Medeiros, da Rádio Gaúcha, deu novo passo nesta terça-feira (13).

Com as imagens cedidas pelo Internacional, a polícia já está trabalhando na identificação do responsável por agredir a repórter pouco antes da bola rolar no clássico Gre-Nal do último domingo, no Beira-Rio.

Testemunhas foram ouvidas e a expectativa é que o inquérito possa ser concluído até o fim desta semana.

Em contato com a reportagem do UOL Esporte, o delegado responsável pelo caso, Tiago Baldin, da 20ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre confirmou que avanços ocorreram nos últimos dias e que a expectativa é chegar ao agressor o quanto antes.

Após proferir xingamentos contra a jornalista, que realizava seu trabalho nas cadeiras do Beira-Rio, domingo, o agressor foi questionado. Munida de um celular e filmando as atitudes dele, Renata perguntou: "De que você me chamou?", antes de levar um soco.

Ela registrou Boletim de Ocorrência ainda no domingo, na Delegacia do Torcedor, no estádio.

Inter fará punições internas

Tão logo a identificação ocorra, o Internacional também promete punições internas ao torcedor. Se sócio, será suspenso ou excluído do quadro. Além disso, outros dois colorados flagrados em gestos obscenos contra mulheres gremistas antes do Gre-Nal também correm risco de suspensão do quadro social se forem identificados. Neste caso, o acompanhamento não se dá através da polícia pois não foi registrada ocorrência.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos