Com golaço de falta de Jael, Grêmio faz 3 a 0 no Inter e fica perto da semi

Jeremias Wernek e Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeferson Guareze/AGIF

O Grêmio está com um pé na semifinal do Campeonato Gaúcho. Neste domingo (18), o Tricolor confirmou a superioridade em relação ao Internacional e venceu por 3 a 0, na Arena. A atuação do time de Renato Gaúcho seguiu fluxo oposto do clássico da semana passada e foi crescendo. Na etapa final, houve espaço para golaço de Jael e domínio total. Nos minutos finais a torcida gremistas gritou 'olé' para fechar a partida.

Além de Jael, Everton e Arthur marcaram para o Grêmio. Agora, o Tricolor pode até perder por 2 a 0 na quarta-feira, dentro do Beira-Rio, que seguirá no Gauchão. O ganhador do duelo precoce entre os rivais encara Avenida ou Caxias na semifinal.

Quem brilhou: Jael

Jael fez o Inter mudar seu jogo e só por isso já poderia receber menção honrosa. Mas o centroavante ficará para a história do clássico graças ao golaço de falta. Um tiro de longe, com efeito, e sem chance de defesa. Também poderá ser lembrado pela assistência de ombro para Arthur fechar o escore.

Quem decepcionou: D'Alessandro

Carrasco do Grêmio durante anos, o camisa 10 do Internacional foi uma figura mais do que discreta na Arena. É bem verdade que no início do jogo sentiu o cotovelo esquerdo e chegou a ter continuidade ameaçada, mas depois não demonstrou limitações.

Inter amarra o Grêmio

Edenilson na lateral direita, Rodrigo Moledo na zaga e Gabriel Dias no meio-campo. O Inter se montou para segurar o Grêmio e a partir disso, jogar. Deu certo quase o tempo todo. Com mais força na defesa, o Colorado tirou espaços e foi quem criou as primeiras chances. Todas em cima da bola aérea - primeiro em falta da intermediária e depois em levantamento.

Grêmio envolve Inter

O Grêmio sofreu para conseguir atacar. Sem profundidade, o Tricolor empilhou passes laterais e arriscou de fora da área em busca de um repertório que não se sustentou. Só que toda dificuldade foi jogada por terra no último lance da etapa inicial. Uma grande troca de passes do lado direito envolveu a defesa do Inter, derrubou as amarras e deixou Everton livre para marcar.

A cara do Grêmio em um gol

Há tempos o Grêmio se notabilizou por ser um time de troca de passes. O gol de Everton é um grande exemplo disso. Léo Moura, Maicon, Luan, Ramiro e a conclusão do outro lado da área. Uma circulação de bola que desmontou as linhas do Inter, confirmou a superioridade do Tricolor e desequilibrou um jogo até então duro para a equipe de Renato Gaúcho.

Domínio total

Se o primeiro tempo foi duro para o Grêmio, a etapa final foi bem diferente. A vantagem injetou atitude em um lado e retraiu o outro. Durante 20 minutos, o Tricolor trocou passes e sequer era encontrado na tentativa de segurar com faltas. Jael marcou de falta e confirmou o ápice de um domínio total. Absoluto. Irrestrito. Antes do final houve tempo para Arthur estrear no clássico e marcar.

Gramado à moda antiga

Uma grande faixa que lembra os gramados de antigamente. Foi assim que se apresentou o palco do clássico 414. Os tons diferentes de verde se espalharam do círculo central até uma das grande áreas. Consequência do show de Katy Perry, na quarta-feira à noite.

O terceiro milagre de Grohe

Houve Guaiaquil, houve Porto Alegre (contra o Lanús-ARG) e também o dia 18 de março de 2018. Marcelo Grohe, pela terceira vez, fez uma defesa à queima-roupa. O novo lance foi em finalização de Rodrigo Dourado, na reta final do Gre-Nal, e rendeu ovação do estádio.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 3 X 0 INTERNACIONAL

Data e hora: 18/03/2018 (domingo), às 16h (Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Anderson Daronco
Auxiliares: José Eduardo Calza e Leirson Peng Martins
Público: 44.777 pessoas (41.693 pagantes)
Renda: R$ 2.116.074,00
Cartões amarelos: Kannemann, Everton (GRE); Victor Cuesta, Gabriel Dias, Rossi, Fabiano, Edenilson (INT)
Gols: Everton, aos 48 minutos do primeiro tempo; Jael, aos 17 minutos do segundo tempo; Arthur, aos 30 minutos do segundo tempo

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura (Michel), Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Jailson, Maicon (Arthur), Ramiro, Luan e Everton (Alisson); Jael
Técnico: Renato Gaúcho

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Edenilson, Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias (Fabiano), Marcinho (Rossi), D'Alessandro e Patrick; Nico López (Roger)
Técnico: Odair Hellmann

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos