Impossível? Por semi, Inter precisa fazer placar que não ocorre há 64 anos

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Rímoli/AGIF

    Desde 1954 que o Inter não faz o placar que precisa construir nesta quarta-feira

    Desde 1954 que o Inter não faz o placar que precisa construir nesta quarta-feira

Ninguém tem dúvida que será difícil para o Inter conquistar a classificação às semifinais do Gauchão. E a história só comprova esta tese. Para avançar, o time vermelho precisa fazer um placar que não ocorre desde 1954.

Foi lá, há 64 anos, que o time vermelho aplicou 6 a 2 no Grêmio, em setembro daquele ano. Era o torneio amistoso de inauguração do Olímpico. Antes, no Citadino, havia feito 4 a 0. Faz tanto tempo que o estádio, inaugurado na ocasião, já foi até aposentado.

Depois, o Internacional jamais repetiu quatro gols de vantagem sobre o Grêmio. Ao contrário, até aconteceu. Em 2015 o Grêmio fez 5 a 0 no Inter em jogo do Campeonato Brasileiro.

"Ainda não acabou, tem mais um jogo. O Grêmio tem uma vantagem grande. Mas ainda não acabou. Vamos jogar com muita vontade pela vitória. Como vai ser? Quanto vai ser? Temos que entrar com muita força para tentar ganhar a partida, e no final ver o agregado", disse o técnico Odair Hellmann.

O que vale é vencer

Mas o discurso do treinador é voz isolada. Tanto o vice de futebol Roberto Melo quanto o capitão do time, D'Alessandro, deixaram claro que vencer o próximo Gre-Nal é importante, mas se classificar é tarefa que beira o impossível.

"Faz parte do momento que vive o Grêmio. Títulos, decisões, confiantes. Nós em um processo de reconstrução. Não podemos achar que tudo está errado, temos é que trabalhar para conquistar uma vitória", disse o dirigente.

"Enfrentamos um time que joga junto há bastante tempo. Temos que reconhecer que o Grêmio tem um time encaixado, trabalhado, vem jogando competições internacionais, um time um pouco mais cascudo que o nosso. Nos doamos, corremos, não falta atitude ou vontade. Perder o clássico dói. Trabalhamos para ganhar na quarta. Classificar está em segundo plano. Temos que dar uma vitória para o nosso torcedor, que merece. Temos que ganhar, sim", referiu D'Alessandro.

A situação é simples: para seguir, o Inter precisa vencer por quatro gols de diferença. Caso não consiga, 3 a 0 leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outro resultado coloca o Grêmio na semifinal.

O jogo de volta está marcado para quarta-feira às 21h45 (de Brasília), no Beira-Rio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos