Inter vence pela honra e quebra jejum, mas Grêmio vai à semi

Jeremias Wernek e Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeferson Guareze/AGIF

    Nico López pega a bola após fazer gol do Internacional contra o Grêmio

    Nico López pega a bola após fazer gol do Internacional contra o Grêmio

O vitorioso foi o Inter, mas o classificado o Grêmio. Nesta quarta-feira (21), o placar de 2 a 0 para os vermelhos levou os azuis adiante e o adversário na semi será o Avenida. Mas serviu para reaver a autoestima colorada.

Tudo por conta do jogo do último domingo. O Grêmio, em casa, aplicou 3 a 0 e jogou com o regulamento debaixo do braço. Não forçou, sustentou a pressão e seguiu no torneio, que não vence desde 2010.

O adversário será, agora, o Avenida. O primeiro jogo está marcado para este domingo, às 16h (de Brasília), no estádio Eucaliptos.

Mas ao Inter o jogo também serviu. Se foi batido no jogo do último domingo, fez dois e pressionou muito nesta quarta-feira. Queria vencer pela honra, e conseguiu. Com muito esforço, e um golaço de D'Alessandro, por pouco não seguiu na briga pela taça. De quebra, o Colorado quebrou o jejum e voltou a vencer o tradicional oponente depois de três anos.

Foi bem: D'Alessandro faz golaço e comanda o Inter

D'Alessandro não foi bem apenas nos microfones ao cobrar os Conselheiros do Inter na última terça-feira. Nesta quarta foi com a bola nos pés. O gringo participou ativamente do jogo e fez um golaço de falta. 

Foi mal: Bressan comete pênalti e mostra insegurança

Bressan foi responsável direto pelo primeiro gol do jogo. O zagueiro abraçou Rodrigo Moledo dentro da área, pênalti marcado e convertido por Nico López. O zagueiro ficou visivelmente abalado e errou outros lances em seguida. 

Com cara de Gre-Nal

O clássico tinha tudo para ser morno. Não foi. A temperatura esteve alta durante os 90 minutos. Alimentados pela necessidade de fazer 3 a 0, o Internacional protestou a cada tentativa do Grêmio de ganhar tempo. Não foram poucas as vezes que confusões se formaram no campo.

Inter não consegue, Grêmio não quer

Construir jogadas ofensivas foi tarefa árdua no primeiro tempo. O Inter pela incapacidade de começar o processo criativo desde sua defesa. Preso pela participação aquém do esperado dos centrais, Edenílson e Gabriel Dias, o Colorado limitou-se a buscar Nico López. Já o Grêmio, enquanto isso, não parecia querer diferente disso. Com três de vantagem no placar, o Tricolor ganhava tempo e buscava o anti-jogo.

Pênalti dá luz ao Inter

Se o Colorado não conseguia criar, colocou-se no jogo a partir de um escanteio. Não foi gol, mas pênalti. Bressan agarrou-se ao pescoço de Rodrigo Moledo, que buscava o cabeceio. Leandro Vuaden viu e marcou, Nico López abriu o marcador.

Cera: Grohe é marcado pela torcida

Já é tradição quando o Grêmio tem vantagem. A cera parte de Marcelo Grohe. E foi assim no primeiro tempo do clássico. O goleiro ganhou minutos preciosos a cada momento em que precisava recolocar em jogo. Foi, por motivos óbvios, muito vaiado no Beira-Rio. 

D'Alessandro e Kannemann vão para vestiário brigando

Começou no gramado e foi até o corredor dos vestiários: D'Alessandro e Kannemann discutiram muito. Na saída de campo o problema era com Jael, foi o centroavante que reclamou e acabou cercado pelos jogadores do Inter. Kannemann tomou as dores do companheiro e foi aos vestiários falando alto. D'Alessandro não gostou e passou a discutir com seu compatriota. Os seguranças precisara intervir e evitar o pior. 

Pressão aumenta, Inter 'martela' e faz golaço

O Internacional quase marcou uma, duas, três vezes. Martelou atrás do gol. Foram muitos cruzamentos, chutes, jogadas em que Marcelo Grohe salvou o Tricolor do pior. O Inter estava perto de colocar fogo no jogo. A tensão tomou conta e minuto após minuto o jogo ficou mais pesado. Tanto tentou que D'Alessandro marcou e colocou fogo na partida. 

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 0 GRÊMIO
Data
: 21/03/2018 (quarta-feira)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Leandro Vuaden
Auxiliares: Auxiliares: Rafael da Silva Alves e Lúcio Flor
Renda: R$ 961.175,00 
Público: 26.219 (23.753 pagantes)
Cartões amarelos:  Bressan (GRE), Cortez (GRE), Kannemann (GRE), Alisson (GRE); Rodrigo Moledo (INT); Rodrigo Dourado (INT), Cuesta (INT) Nico López (INT), Edenílson (INT), D'Alessandro (INT);  
Gols: Nico López, do Inter, aos 33 minutos do primeiro tempo; D'Alessandro, do Inter, aos 20 minutos do segundo tempo; 

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Fabiano (Brenner), Rodrigo Moledo, Cuesta (Camilo) e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias (Wellington Silva), Edenílson, D'Alessandro e Patrick; Nico López.
Técnico: Odair Hellmann

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson), Bressan, Kannemann e Cortez; Jailson, Maicon, Ramiro, Cícero Luan e Everton (Michel); Jael (Arthur).
Técnico: Renato Gaúcho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos