UOL Esporte Campeonato Goiano
 
08/04/2010 - 15h38

Goleiro do Atlético-GO diz que faltam declarações para "apimentar" o clássico

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Na tarde deste sábado, no estádio Serra Dourada, Goiás e Atlético-GO começam a decidir qual das duas equipes garante uma vaga na final do Campeonato Goiano. Desde o começo da semana o tom das declarações das duas equipes é ressaltando a qualidade do adversário e pregando o respeito sobre o rival. Apesar de entrar na mesma onda dos demais, o goleiro Márcio, reclamou da falta de entrevistas que “apimentassem” o clássico.

ATLÉTICO-GO NO TWITTER

“Qualquer frase mal colocada gera uma polêmica e vocês da imprensa adoram, mas eu acho isso válido, é muito bom. O futebol perdeu um pouco dessa graça de um falar uma coisa de um lado, o outro retrucar do outro, ou seja apimentar o clássico, lógico que do lado positivo, sem incitar a violência. Acho que isso está faltando, mas não vai ser de mim que vocês vão arrancar isso”, reclamou o goleiro.

Apesar de reclamar da falta de polêmica na semana que antecede o clássico, o goleiro se esquivou de fazer qualquer tipo de declaração para apimentar o duelo do próximo sábado. Márcio sabe que qualquer coisa que seja dita, mesmo em tom de brincadeira, pode ser usada para o adversário se motivar ainda mais para a partida.

“Falar alguma coisinha às vezes do outro lado pode usar como fator estimulante para os atletas, tem pessoas que precisam disso para se motivar. Eu não sou assim, mas tenho que tomar cuidado com o que digo, mas eu tenho vontade de falar algo porque acho muito legal isso, desde que não seja nada para incitar a violência”, comentou o goleiro.

Outro motivo para que Márcio não fale nada que possa incentivar o adversário é justamente a posição em que ele joga. O goleiro, que já marcou três gols no Campeonato Goiano, sabe que não pode provocar o ataque do Goiás, porque está sujeito a levar um gol a qualquer momento, por isso, disse que vai ficar quieto.

“Eu sou goleiro, não posso nem falar nada e dizer que o ataque do Goiás não vai fazer gol em mim, porque goleiro está passivo a tomar gol a qualquer momento. Eu tenho que ficar quietinho, trabalhar e fazer o meu melhor, mas quem sabe se vocês (imprensa) mexerem por aí, não conseguem arrancar alguma coisa de alguém”, brincou Márcio.

 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host