UOL Esporte Campeonato Inglês
 
16/10/2009 - 08h57

Barcelona pode oferecer Henry ao City para ter o brasileiro Robinho

A imprensa estrangeira continua divulgando informações sobre a possível chegada de Robinho ao Barcelona na próxima janela de contratações do mercado europeu, no início de 2010. Segundo a ESPN, o clube espanhol não poderia pagar os 35 milhões de euros exigidos pelo Manchester City, e estaria disposto a ceder uma de suas estrelas como moeda de troca para ter o brasileiro.

Entre os nomes citados, estão os do atacante Henry - que atua na mesma posição de Robinho -, do capitão Puyol, do volante Yaya Touré e do lateral esquerdo Abidal. Por ter atuado em seu auge pelo Arsenal, Henry tem grande prestígio na Inglaterra.

Por nunca ter jogado tudo o que se esperava dele no Barça, o lateral Abidal também pode ser uma opção. Já uma troca por Puyol ou Touré parece menos possível. Tuoré é um jogador jovem e que está nos planos do técnico Guardiola. Mesmo com problemas na renovação do contrato, também é difícil imaginar o capitão Puyol fora do Barcelona.

A novela
Robinho estaria interessado em sair do clube inglês por não ter garantias de que será titular da equipe, o que poderia ser um risco para sua participação na próxima Copa do Mundo com a seleção brasileira. Contundido desde setembro, o atacante viu seu substituto, Craig Bellamy, conseguir grandes atuações pelo City no Campeonato Inglês.

Aparentemente, o receio de Robinho tem fundamento. Apesar de elogiar o jogador, o técnico Mark Hughes deixou claro nesta sexta-feira que não o considera essencial. "É um grande garoto. No momento não podemos permitir que jogadores de destaque deixem o clube. Queremos completar o time com bons jogadores, não queremos desmontá-lo", disse o comandante do City à agência AFP.

Segundo o site do jornal espanhol Sport, tanto o treinador, quanto o diretor geral do City, Garry Cook, já reconhecem que o melhor para todos é que Robinho deixe o time, porém em condições vantajosas para o clube. Ou seja, por um bom preço.

De acordo com a publicação, a direção esportiva entende que a adaptação do jogador a Inglaterra não vai melhorar, e nem sua relação com Hughes, que é inexistente. Agora, só faltaria explicar a situação para os donos do clube, os xeiques Mansour e al-Mubarak, que por sua vez têm boa relação com o presidente do Barcelona, Joan Laporta.

Ainda segundo o Sport, Laporta teria se encontrado com Mansour e al-Mubarak em um casamento realizado em Israel, no fim da temporada passada. Na ocasião, o presidente do Barça "apertou" os donos do City, pedindo que deixassem Robinho sair.

O atacante brasileiro já está há muito tempo nos planos do técnico Guardiola e da direção do Barcelona. Ele e o francês Ribéry eram as escolhas do clube catalão para reforçar a posição de Henry. Como o Bayern de Munique se recusa a vender seu jogador, os esforços se concentraram em Robinho.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host