Pato brilha em estreia, marca e é decisivo em goleada do Chelsea

Do UOL, em São Paulo

Enfim Alexandre Pato estreou pelo Chelsea. E que estreia! O atacante começou a partida deste sábado contra o Aston Villa no banco de reservas, mas entrou em campo aos 23min de jogo no lugar de Loic Rémy, machucado. E provou ter estrela: marcou um gol em cobrança de pênalti, sofrido por ele mesmo, e esteve nas jogadas de outros dois. Mesmo jogando fora de casa, os Blues golearam por 4 a 0.

O lance do primeiro gol dele pelo Chelsea saiu já nos acréscimos do primeiro tempo, quando Pato foi derrubado na área por Aly Cissokho. O brasileiro bateu e converteu a cobrança, marcando o segundo gol do seu time – o primeiro foi de Loftus-Cheek. Ele ainda teve participação direta na jogada do terceiro, marcado por Pedro, e do quarto – Pedro aproveitou o rebote do goleiro Brad Guzan após chute de Pato.

O atacante confirma a fama de 'artilheiro de estreias'. Pato balançou as redes em cinco de seus seis primeiros jogos por clubes (Internacional, Milan, Corinthians e Chelsea) e seleção brasileira. Ele só não deixou sua marca quando debutou pelo São Paulo.

O brasileiro foi contratado por empréstimo pelo clube londrino no fim de janeiro. Pato até foi inscrito na Liga dos Campeões, mas não chegou em condições físicas ideais. A longa espera para a estreia de Pato gerou preocupações, críticas por parte da imprensa e virou motivo de piada.

Como o Chelsea não tem mais objetivos nesta temporada (foi eliminado da Liga dos Campeões, da Copa da Inglaterra e da Copa da Liga Inglesa, além de não ter mais chances de título no Inglês), Guus Hiddink indicou que Pato poderia ganhar uma chance nas últimas partidas desta temporada.

Para o duelo contra o Aston Villa, o treinador teve desfalques no setor ofensivo: Diego Costa estava suspenso e Hazard está machucado. Hiddink optou por escalar Pedro, Loftus-Cheek, Kenedy e Rémy, com Pato no banco.

Revoltada com a situação do Aston Villa, lanterna do campeonato (apenas 16 pontos em 32 partidas) e provável rebaixado, a torcida protestou contra a diretoria do clube com cartazes. O Chelsea foi a 44 pontos, ocupando provisoriamente a nona posição.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos