Teria sido "irresponsável" colocar Pato antes, diz técnico do Chelsea

Do UOL, em São Paulo

Alexandre Pato demorou 63 dias para estrear pelo Chelsea, mas quando o fez demorou pouco para impressionar. Neste sábado, o brasileiro entrou em campo, marcou uma vez e participou das jogadas de outros dois gols no 4 a 0 do seu time sobre o Aston Villa. O bom desempenho gerou questionamento ao técnico Guus Hiddink, que foi perguntado se não poderia ter usado melhor o ex-são-paulino.

"Ele estava contando os dias e batendo na porta. Eu podia ter colocado ele depois de 14 dias ou três semanas, mas isso teria sido irresponsável. Ele não estava forte o suficiente para disputar a liga. Ele tinha de lidar com a competitividade e finalmente conseguiu dar esse passo", disse Guus Hiddink, segundo a BBC.

Um crítico de Pato desde antes da negociação ser fechada, o técnico holandês deu entrevistas dizendo que o brasileiro se apresentou fora de forma e por isso demoraria a ter sua chance. Neste sábado, decidiu utilizá-lo depois de perder Remy por lesão – Diego Costa, titular da posição, também estava fora.

Quem não gostou da situação foi Radamel Falcao, que foi flagrado pelas câmeras de TV fazendo careta ao ser preterido pelo brasileiro. "Falcao está voltando de uma lesão e está com o time há 14 dias. Ele está indo bem. Agora eu tenho esse luxo", disse Hiddink sobre as várias opções disponíveis.

Eliminado da Liga dos Campeões e longe da briga por vaga nas competições europeias, o Chelsea caminha para um fim de temporada melancólico. Sem grandes pretensões, é possível que o clube, hoje nono colocado no Inglês, finalmente dê mais chances a Alexandre Pato. 
 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos