Leicester arranca empate nos acréscimos em partida de arbitragem polêmica

Do UOL, em São Paulo

Líder do Campeonato Inglês, o Leicester recebeu a visita do West Ham neste domingo. Saiu na frente, levou a virada e ficou muito perto da derrota, mas arrancou o empate e saiu de campo com o placar de 2 a 2 graças a um gol de pênalti aos 49 do segundo tempo, marcado por Ulloa.

O lance não foi a única decisão polêmica da arbitragem. Quando o jogo ainda estava 1 a 0 para o Leicester, o atacante Jamie Vardy, autor do gol que abriu o placar, caiu dentro da área e ficou reclamando de um pênalti. O árbitro, no entanto, entendeu se tratar de uma simulação e deu cartão amarelo para ele, que já havia sido advertido antes e acabou levando um vermelho, deixando a equipe com um a menos. 

O West Ham aproveitou a vantagem, se mandou para cima e chegou ao empate com um gol de pênalti de Andy Carroll aos 34 do segundo tempo. Dois minutos depois, Cresswell acertou um belo chute e virou para os visitantes. Aí foi a vez de o Leicester se mandar para o ataque buscando arrancar ao menos um empate.

Deu certo. Ulloa converteu a cobrança aos 49 minutos e deu o empate ao Leicester, após o árbitro assinalar uma falta de Carroll em Schlupp que gerou muita reclamação dos visitantes. Quatro minutos antes disso, porém, quem protestou foi o time da casa, pedindo um pênalti que não foi dado em cima de Huth, que se enroscou com Ogbonna dentro da área e caiu no chão. 

Com o empate, o Leicester chega a 73 pontos. A distância para o vice-líder pode cair para cinco pontos em caso de vitória do Tottenham, que entra em campo na segunda-feira e chegaria a 68 em caso de triunfo. 

UOL Cursos Online

Todos os cursos