City vence United fora de casa, e Guardiola mantém domínio sobre Mourinho

Do UOL, em São Paulo

Em um dos jogos mais esperados da temporada, o Manchester City, do técnico Pep Guardiola, venceu o Manchester United, do treinador José Mourinho, por 2 a 1, no Old Trafford, neste sábado (10), em clássico válido pela quarta rodada do Campeonato Inglês.

Os gols dos visitantes foram marcados por De Buyne e Iheanacho. Zlatan Ibrahimovic fez o de honra para os mandantes. 

Com este resultado, o City assume a liderança isolada da competição com 12 pontos – 100% de aproveitamento em quatro partidas -, enquanto o United estacionou nos nove pontos e pode perder posições. 

Na próxima rodada, a equipe de Guardiola recebe o Bournemouth. Já o time de Mourinho visita o Watford.

Freguesia

Além de se isolar na liderança, Guardiola ainda manteve o domínio em duelos contra Mourinho. Agora, o técnico do City tem cinco vitórias a mais do que o seu rival no histórico de confrontos entre os dois. 

Antes deste duelo, o espanhol já tinha uma grande vantagem sobre o rival português. Até este sábado, foram 16 partidas entre os treinadores, com sete vitórias de Guardiola, três de Mourinho e seis empates.

Desfalque e estreia

Os visitantes não puderam contar com o atacante argentino Kun Agüero, que cumpre suspensão por ter dado uma cotovelada em Winston Reid, no duelo diante do West Ham, no último domingo (4).

A partida marcou a estreia do goleiro chileno Claudio Bravo no Manchester City. O jogador foi contratado pelo clube a pedido de Guardiola. Titular nos últimos anos na meta do City, Joe Hart foi emprestado ao Torino.


City parecia em casa no primeiro tempo

Mesmo jogando fora de casa e com desfalque de Kun Agüero, o Manchester City saiu na frente do rival United e dominou a etapa inicial, anulando os principais jogadores da equipe de Old Trafford. Pogba, Rooney e Ibrahimovic pouco produziram no período. 

O belga De Bruyne balançou as redes do adversário aos 14 minutos do primeiro tempo. Bravo tocou para Kolarov, que lançou Iheanacho no meio de campo. O atleta deu um leve desvio e deixou De Bruyne livre, cara a cara com De Gea, para abrir o placar.

Aos 34 minutos, foi a vez do atacante nigeriano Iheanacho marcar. Ele aproveitou o rebote de um chute de De Bruyne, que carimbou a trave, e completou, livre na pequena área, para a meta do United. 

Os mandantes conseguiram descontar aos 42 minutos com o sueco Zlatan Ibrahimovic. O astro do United aproveitou uma falha do estreante Bravo, que saiu mal do gol e se chocou com o zagueiro Stones, pegou a sobra e fez o primeiro gol do time de Mourinho na partida. 

Na sequência, Ibra teve a oportunidade de empatar o duelo ainda no primeiro tempo, mas chutou fraco e a zaga do City conseguiu evitar o gol em cima da linha.

United volta melhor no segundo tempo

Em busca do empate, Mourinho colocou Rashford e Herrera nos lugares de Lingard e Mkhitaryan. As substituições deixaram os mandantes mais ofensivos e o jogo mais agitado.
Contratado por saber jogar com o pé, segundo Guardiola, Bravo quase deu um presente a Rooney. Ao tentar driblar Herrera, o goleiro se complicou, adiantou a bola, mas se recuperou com um carrinho. 

Com vantagem no placar, o City passou a apostar nos contra-ataques. Guardiola reforçou a marcação no meio de campo ao colocar o volante Fernando. O treinador também promoveu a estreia do atacante Sané, que substituiu Sterling.

Aos 25 minutos, Rashford chegou a balançar as redes dos visitantes, porém o gol foi anulado por impedimento. Ibra, em posição irregular, desviou sutilmente o chute do jovem companheiro. 

Melhor jogador da partida, De Bruyne respondeu para o Ciy e quase ampliou a vantagem do time de Guardiola, mas parou na trave esquerda de De Gea. No restante da partida, o United continuou pressionando o adversário, que teve espaço para marcar o terceiro, mas não aproveitou a liberdade encontrada na defesa dos mandantes. 

Em sua última cartada, Mourinho tirou o lateral esquerdo Shaw para colocar o atacante francês Martial. Guardiola, cauteloso, sacou De Bruyne para a entrada do lateral direito Zabaleta. 

MANCHESTER UNITED 1 X 2 MANCHESTER CITY
Data: sábado, 10 de setembro de 2016
Local: Old Trafford, em Manchester
Horário: 8h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Mark Clattenburg
Assistentes: J. Collin e S. Bennett
Cartões amarelos: Bailly, Fellaini, Ibrahimovic e Rooney (United); David Silva e Fernandinho (City)
Gols: De Bruyne, aos 14 minutos do tempo; Iheanacho, aos 34 minutos do primeiro tempo; e Ibra, aos 42 minutos do primeiro tempo.

Manchester United: De Gea; Valencia, Bailly, Blind e Shaw (Martial); Fellaini, Pogba e Mkhitaryan (Herrera); Rooney, Lingard (Rashford) e Ibrahimovic
Técnico: José Mourinho
Manchester City: Bravo; Sagna, Otamendi, Stones e Kolarov; Fernandinho, De Bruyne (Zabaleta), Silva e Sterling (Sané); Nolito e Iheanacho (Fernando)
Técnico: Pep Guardiola

 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos