Climão! Owen comemora com o Liverpool e leva "puxão de orelha" de Rooney

  • Michael Regan/Getty Images

    Wayne Rooney e Michael Owen conversam em campo durante um jogo do United

    Wayne Rooney e Michael Owen conversam em campo durante um jogo do United

Dono de carreiras de sucesso no Liverpool e no Manchester United, o ex-atacante Michael Owen se empolgou neste sábado com a boa fase do clube que o revelou. Durante o jogo do Liverpool, ele usou o Twitter para torcer por uma vitória do time contra o West Bromwich. Quem não gostou foi Wayne Rooney, companheiro dele nos tempos de United, que deu um puxão de orelha no hoje comentarista.

"Vamos lá vermelhos. Uma vitória por dois gols e é o topo da liga", escreveu Owen. "Interessante isso, Michael. Eu achava que você era torcedor do United", rebateu Rooney.

Owen não deixou por menos. "Danadinho, Rooney. Eu sempre quero que meus ex-times vençam mas o Liverpool foi meu primeiro amor. E você? Uma vez azul, sempre azul?", disse Owen, em referência ao fato de Rooney ter sido revelado pelo Everton, rival do Liverpool na cidade. O hoje capitão do United não deixou por menos.

"Ok, desculpa amigo. Na verdade eu achava que você era um fã do Everton quando criança, mas eu obviamente estou errado se o Liverpool é seu primeiro amor", disse Rooney, insinuando que Owen também teria torcido para o Everton na infância.

O tom entre os dois é de brincadeira, mas o resultado foi claro. Em poucos minutos o tweet inicial de Rooney já tinha sido repassado milhares de vezes, na maior parte delas com torcedores tirando sarro de como Owen pode ser volúvel.

No começo do século, Owen era a grande estrela do renascimento do Liverpool, que chegou a ser campeão da Copa da Uefa (nome da Liga Europa à época). Ele foi vendido ao Real Madrid, sofreu com muitas lesões e foi parar no Manchester United em 2009, após uma breve passagem pelo Newcastle.

Embora não sejam da mesma cidade, Liverpool e United são rivais ferrenhos no futebol inglês por serem as maiores forças históricas do país e por estarem ambos no norte. Quando decidiu ir para Manchester no fim da carreira, Owen chocou os torcedores do seu antigo clube, que esperavam lealdade. A opção ousada, no entanto, rendeu a ele o único título inglês da carreira, em 2011.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos