Chelsea sofre, mas bate West Bromwich no fim e é campeão inglês

Do UOL, em São Paulo (SP)

O Chelsea não teve a facilidade imaginada, mas enfim confirmou sua posição e consagrou-se como campeão inglês desta temporada. Nesta sexta-feira (12), a equipe comandada por Antonio Conte sofreu fora de casa, mas arrancou uma vitória por 1 a 0 sobre o West Bromwich no fim da partida e garantiu a taça da competição nacional.

Com a vitória, o Chelsea chega aos 87 pontos, dez a mais que o vice-líder Tottenham, que possui apenas mais três jogos pela frente na Premier League. Ou seja, mesmo se os Blues perderem os últimos dois compromissos, o rival londrino poderia chegar apenas aos 86 pontos em caso de três triunfos.

Dylan Martinez/Reuters
Chelsea é campeão inglês pela sexta vez na história

Esse é o sexto título inglês da história do Chelsea - o primeiro conquistado sob o comando de Antonio Conte. O último havia acontecido na temporada 2014/15, ainda com José Mourinho como treinador. O português, inclusive, ainda foi o responsável por outras duas conquistas, em 2004/05 e 2005/06.

O primeiro aconteceu em 1954/55, quando o Campeonato Inglês sequer era conhecido como Premier League, sob o comando de Ted Drake. Antonio Conte, no entanto, não foi o primeiro da "terra da bota" a se consagrar com o clube londrino. Carlo Ancelotti já havia deixado seu nome na história do time com uma conquista em 2009/10.

CONTE APOSTA EM FÀBREGAS

Reuters / Carl Recine
Antonio Conte optou por uma escalação diferente contra West Bromwich

Diferente do que estava acostumado a fazer, Antonio Conte apostou na entrada de Cesc Fàbregas como titular no lugar de Kanté, que está 100%, mas volta uma pequena lesão. A ideia era dar mais uma opção ofensiva ao Chelsea, já que a vitória garantiria o título inglês com duas rodadas de antecedência - mesmo que para isso tivesse que "sacrificar" o francês, considerado um dos pilares da equipe londrina.

1º TEMPO MORNO

AP/Rui Vieira
Fàbregas teve uma boa participação na etapa inicial

A alteração até que deu certo, já que as principais (mas poucas) jogadas do Chelsea passaram pelo pé de Fàbregas. O líder da competição, no entanto, pouco assustou os donos da casa, que se concentraram apenas em marcar e praticamente abriram mão de atacar. O melhor momento da etapa inicial saiu dos pés do espanhol. Aos 32min, recebeu na entrada da área e bateu cruzado, mas viu a bola passar muito perto do gol defendido por Foster.

SEM INSPIRAÇÃO

Reuters / Carl Recine
Hazard, principal jogador do Chelsea, teve uma tarde apagada

Mesmo vendo a dificuldade de sua equipe na criação de jogadas, Conte manteve a mesma equipe é o meio do segundo tempo. E não deu certo. Sem inspiração, o Chelsea não conseguia superar a forte marcação dos donos da casa, que também não atacavam, deixando a partida truncada no meio de campo.

CONTE (E BATSHUAYI) MUDA A HISTÓRIA

Carl Recine/Reuters
Batshuayi marcou o gol do título do Chelsea

Se demorou para mexer, quando o fez, fez da melhor maneira possível. Aos 30min, Antonio Conte apostou nas entradas de Willian e Batshuayi nos lugares de Hazard e Pedro, respectivamente. E, apenas sete minutos depois, viu o resultado. Aos 37min, Azpilicueta ficou com a sobra pela direita e cruzou. O atacante belga desviou na primeira trave, a bola saiu mascada, mas caiu dentro do gol para explodir de alegria os torcedores e o treinador italiano.

FICHA TÉCNICA
WEST BROMWICH 0 X 1 CHELSEA
 
Data: 12 de maio de 2017
Hora: 16h (de Brasília)
Local: The Hawthorns, Inglaterra
Competição: Campeonato Inglês
Cartões amarelos: Marc Wilson, Field e McClean (WBA)
Gol: Batshuayi, aos 37min do 2º tempo
 
WEST BROMWICH: Foster; Dawson, McAuley (Marc Wilson), Evans, Fletcher e Nyom; Livermore, Field (Yacob), Brunt, McClean (Chadli); Rondón. Técnico: Tony Pulis
 
CHELSEA: Courtois; Azpilitcueta, David Luiz e Cahill; Moses (Zouma), Matic, Fàbregas e Marcos Alonso; Pedro (Batshuayi), Diego Costa e Harzard (Willian). Técnico: Antonio Conte.

UOL Cursos Online

Todos os cursos