Chelsea repreende os próprios torcedores por canto anti-semita

Do UOL, em São Paulo

  • Reuters/Tony O'Brien

    Morata reclamou de torcida do Chelsea usar termo anti-semita em canto em apoio a ele

    Morata reclamou de torcida do Chelsea usar termo anti-semita em canto em apoio a ele

Torcedores do Chelsea foram repreendidos pelo próprio clube por endereçar ofensas anti-semitas ao rival Tottenham durante um canto enaltecendo o atacante Morata, contratado nesta temporada. Eles entoaram: "Alvaro Morata. Ele veio do Real Madrid, ele odeia os malditos judeus". A última palavra foi alterada porque o termo original em língua inglesa carrega uma conotação racista.

O Chelsea divulgou uma nota condenando o comportamento. O time afirma que Morata pensa da mesma forma. "A linguagem na canção é inaceitável. Alvaro (Morata) pediu para que parem de cantar isto".

O detalhe é que o Tottenham não estava em campo, o jogo foi contra o Leicester. Mas o uso de termos anti-semitas contra o Tottenham e seus torcedores é recorrente nas arquibancadas ocupadas por apoiadores do Chelsea. O clube parou de aceitar este tipo de atitude e nos últimos anos implantou tolerância zero. Um argumento usado é que Roman Abramovich, o empresário que transformou a equipe numa potência mundial, é judeu.

UOL Cursos Online

Todos os cursos