Mourinho e Ederson brigaram em português após o clássico, diz jornal

Do UOL, em São Paulo

  • OLI SCARFF/AFP

José Mourinho não ficou feliz com a derrota no clássico diante do Manchester City. Depois de ter reclamado da arbitragem – que, segundo ele, deixou de dar um pênalti ao Manchester United –, ele teria brigado com o brasileiro Ederson.

A informação foi publicada por jornais britânicos. De acordo com o Telegraph, Mourinho foi ao vestiário do City para pedir mais respeito aos rivais, que comemoravam em alto e bom som.

Antes de serem acalmados e retirados dali por outros funcionários, o treinador e o goleiro do City teriam gritado ofensas em português. Os jornais tratam o ocorrido como uma "guerra de palavras".

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos