United empata mais uma, complica Mourinho e pode ver City abrir 15 pontos

Do UOL, em São Paulo

  • Reuters

    José Mourinho, técnico do Manchester United, vê a pressão aumentar

    José Mourinho, técnico do Manchester United, vê a pressão aumentar

De maneira heroica, nos acréscimos, o Manchester United conseguiu arrancar o empate com o Burnley na 20ª rodada do Inglês nesta terça-feira (26). Depois de sair perdendo por 2 a 0, os donos da casa conseguiram empatar por 2 a 2 com dois gols de Lingard. O resultado, no entanto, não ajuda em nada a vida de José Mourinho e companhia.

Durante a semana, a imprensa inglesa noticiou que a renovação do contrato dele com o United está parada por causa dos maus resultados. O técnico português tem a chance de ver o time de Pep Guardiola ficar 15 pontos à frente caso vença o Newcastle na quarta-feira.

Em pleno Old Trafford nesta terça, o Burnley começou o jogo se sentindo em casa. Logo aos 2 minutos, Barnes aproveitou vacilo da zaga do Manchester United para empurrar para dentro do gol de De Gea para o desespero de José Mourinho e companhia.

Escalado de maneira ofensiva, com Rashford, Lukaku e Ibrahimovic, os Red Devils foram para cima para tentar o empate e acabaram surpreendidos por um golaço de falta de Defour na intermediária, sem chance para De Gea.

O 2 a 0 no placar fez o United aumentar ainda mais a pressão. Se já praticamente dominou todas as ações nos primeiros 45 minutos, passou a jogar quase que no campo ofensivo o tempo inteiro. Aos 6 minutos, Lingard apareceu embaixo da trave após cruzamento de Young e acertou a bola na cara do goleiro adversário. Ela ainda quicou duas vezes no travessão antes de ser afastada pelos visitantes.

O desconto veio em novo cruzamento de Young pela direita. Ele colocou a bola por dentro da área e, dessa vez, Lingard não decepcionou. Pelo contrário: fez um belíssimo gol usando a letra para vencer Pope e fazer o 2 a 1, dando esperança para os donos da casa.

Daí em diante, o United passou a usar e abusar dos toques na intermediária, dos chutes à distância e dos lançamentos na grande área. A pressão resultou em mais de 20 chutes a gol, mais de 10 escanteios e uma posse de bola superior a 70% até a hora em que Lingard aproveitou o bate-rebate para empatar a partida.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos