Técnico do Liverpool ironiza gafe que "colocou" Coutinho no Barça

Do UOL, em São Paulo

  • Oli Scarff/AFP

    Segundo Klopp, brasileiro não atuou por conta de uma lesão muscular leve

    Segundo Klopp, brasileiro não atuou por conta de uma lesão muscular leve

Logo após a vitória por 2 a 1 sobre o Burnley pela 22ª rodada do Campeonato Inglês, o técnico Jurgen Klopp precisou responder não apenas sobre a ausência do meia Philippe Coutinho em campo pelo Liverpool, mas também sobre uma gafe da Nike que agitou a internet na madrugada de sábado para domingo. A empresa de materiais esportivos divulgou em seu site a opção de comprar uma camisa do Barcelona com o nome do brasileiro, que ainda negocia sua transferência da Inglaterra para a Espanha. 

"Eu não poderia estar menos interessado", disse o treinador, que ainda completou:

"Tanto o Philippe quanto o Salah (outro desfalque nesta segunda-feira) estão com problemas físicos. Não graves, mas para hoje não foi possível tê-los. Eles são dúvidas, pelo menos dúvidas, para a próxima partida, contra o Everton", explicou Klopp, afastando rumores que ligavam a ausência de Coutinho diante do Burnley com a iminente saída para o Barça para dizer que ele sentiu dores musculares na coxa.

Philippe Coutinho chegou perto de transferir-se para o Barcelona na janela do meio do ano, mas não houve acordo. As conversas foram retomadas e há a expectativa de negócio por 160 milhões de euros (R$ 635 milhões, aproximadamente). Há cerca de um mês, em meados de novembro, o plano do jogador parecia ser se transferir apenas após a Copa do Mundo da Rússia, mas o Barcelona acelerou as conversas nas últimas duas semanas.

Além do assunto Coutinho, Klopp também falou à imprensa sobre a emocionante vitória desta segunda-feira contra o Burnley. O terceiro resultado positivo em sequência do Liverpool foi construído com um gol aos 49 minutos do segundo tempo depois de uma partida em que o adversário havia tido as melhores oportunidades.

"Foi um jogo muito difícil. Não foi possível jogar brilhantemente, mas foi um jogo aberto. O futebol não foi fantástico, mas a atitude foi. Nós merecemos ganhar? Eu não me importo. Conquistamos três pontos", discursou o comandante alemão.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos