Jovem decide, United bate Liverpool em clássico e abre vantagem no 2º lugar

Do UOL, em São Paulo

  • JASON CAIRNDUFF/Action Images via Reuters

    Rashford, com dois gols, foi o destaque da partida

    Rashford, com dois gols, foi o destaque da partida

O Manchester United levou a melhor naquele que é considerado o maior clássico da Inglaterra. No Old Trafford, o time do técnico José Mourinho contou com dois gols do jovem atacante inglês Rashford, de 20 anos, para vencer o Liverpool por 2 a 1 na manhã deste sábado (10). Bailly, contra, descontou. 

Com o resultado, os donos da casa abrem vantagem na segunda colocação do Campeonato Inglês, com 65 pontos, cinco de vantagem para o arquirrival, que ainda pode ser ultrapassado pelo Tottenham (58) no complemento da rodada. O Manchester City lidera com 78 e segue em contagem regressiva para o título.

O Manchester United volta a campo na próxima terça-feira, quando encara o Sevilla no Old Trafford, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. O jogo de ida terminou 0 a 0. Já o Liverpool, que se classificou no torneio continental ao empatar com o Porto no meio desta semana, só joga no próximo sábado, contra o Watford, no Anfield  Road, pela Premier League. 

Gol na primeira chance

OLI SCARFF/AFP
Rashford e Lukaku comemoram gol do United

O clássico deste sábado no Old Trafford estava truncado e com poucas emoções até Rashford abrir o placar aos 14 minutos na primeira finalização do jogo. De Gea bateu tiro de meta, Lukaku ganhou da zaga e desviou para o inglês, que cortou a marcação e fez um belo gol.

O Liverpool, que teve a posse de bola na maior parte do tempo, mas não conseguia criar, teve a melhor chance de empatar aos 23, quando Van Dijk ganhou disputa pelo alto e quase marcou de cabeça após cobrança de escanteio.

Funcionou de novo

JASON CAIRNDUFF/Action Images via Reuters
Técnico do Liverpool, Jurgen Klopp, vai à loucura no Old Trafford

Letal, o Manchester United aumentaria a vantagem logo na sequência, numa jogada parecida à do primeiro gol. De Gea bateu tiro de meta em direção a Lukaku, que desta vez dominou, girou e tocou para Mata. O espanhol tentou chutar e foi travado pela zaga, mas a bola sobrou para Rashford bater no contrapé de Karius e balançar as redes mais uma vez. Antes do intervalo, os donos da casa ainda quase fizeram o terceiro num lindo voleio de Mata que passou perto da trave.

Polêmica e "golaço contra"

JASON CAIRNDUFF/Action Images via Reuters
Jogadores do Liverpool comemoram gol contra de Bailly

O segundo tempo começou com os visitantes rondando a área do United. Logo aos 2 minutos, Van Dijk, de novo de cabeça, quase descontou. Seis minutos depois, Milner cruzou e a bola bateu na mão de Valencia. O Liverpool pediu pênalti, mas a arbitragem mandou seguir. 

A equipe de Klopp descontaria aos 21. Mané cruzou e o zagueiro Bailly, ao tentar cortar, desviou com certo estilo para o fundo do gol de De Gea. Se fosse no ataque do Manchester, teria sido um golaço...

United segura resultado

Oli Scarff/AFP
Valencia acerta peito de Mané em dividida

O Liverpool tentou se lançar ao ataque depois do gol, mas esbarrou na forte marcação do United e não criou grandes chances de perigo nos 20 minutos finais. Melhor para os donos da casa, que deixaram o campo sob festa no Old Trafford com quase 75 mil torcedores. 

Firmino vai bem

Andrew Yates /Reuters
Firmino tenta escapar da marcação do United

Único brasileiro em campo no Old Trafford, Roberto Firmino foi o melhor do baladado trio de ataque do Liverpool, que conta também com Mané e Salah. Nos 90 minutos em que esteve em campo, o brasileiro foi bastante acionado e tentou ao menos duas finalizações, ambas defendidas por De Gea.

Marca especial

Jaison Cairnduff/Reuters
De Gea e jogadores do Manchester United comemoram vitória

O clássico deste sábado foi o de número 200 entre os dois maiores campeões da Inglaterra. Na história que começou há 124 anos, o United leva vantagem, com agora 80 vitórias, contra 65 do rival e 55 empates.

Enfim um vencedor

Andrew Yates/Reuters
Mourinho se refresca durante o clássico

O triunfo da equipe de José Mourinho ainda serviu para encerrar a maior sequência de empates da história do confronto. Antes deste sábado, United e Liverpool haviam empatado os quatro últimos jogos, considerando-se todas as competições.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos