"Wenger out"? Arsenal supera protestos e má fase e volta a vencer no Inglês

Do UOL, em São Paulo

  • Tony O'Brien/Action Images via Reuters

    Treinador do Arsenal desde 1996 foi novamente alvo de protestos neste domingo

    Treinador do Arsenal desde 1996 foi novamente alvo de protestos neste domingo

No momento de maior tensão da relação entre o técnico Arsene Wenger e a torcida do Arsenal em razão de três derrotas consecutivas no Campeonato Inglês, o alívio: neste domingo, o Arsenal voltou a vencer e evitou a aproximação de Burnley e Leicester à zona de classificação para a Liga Europa 2018/2019. Atual sexto colocado, o Arsenal venceu o Watford do brasileiro Richarlison por 3 a 0, com gols marcados por Mustafi, Aubameyang e Mkhitaryan. 

Antes da partida, torcedores do Arsenal protestaram contra o técnico que dirige o clube desde 1996 com faixas escrito "Wenger out" (Fora Wenger) e "Arsenal not Arsene" (Arsenal, não Arsene). Com bola rolando, no entanto, os protestos foram logo aplacados pela boa atuação da equipe: aos oito minutos do primeiro tempo, Mustafi marcou de cabeça após falta cobrada por Ozil. O gol de Mustafi foi o milésimo do Arsenal como mandante na história da Premier League, número que havia sido alcançado apenas pelo Manchester United até o momento.

No segundo tempo, Aubameyang aumentou o placar aos 14 minutos, após boa jogada de Mkhitaryan. O próprio autor da assistência para o segundo gol é quem marcou o terceiro aos 32 minutos, com passe de Aubameyang após confusão na zaga do Watford. Minutos antes, os visitantes haviam desperdiçado uma chance em cobrança de pênalti de Deeney defendida por Cech.

A vitória mantém o Arsenal em sexto lugar e melhora as perspectivas por ser a segunda seguida na temporada - a anterior havia sido por 2 a 0, contra o Milan, pela Liga Europa. O jogo de volta contra os italianos será na quinta-feira: vem a terceira vitória?

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos