Após estragar festa, Mourinho diz que Manchester City já é campeão inglês

Do UOL, em São Paulo

  • Russell Cheyne/Reuters

    Mourinho levou a melhor no duelo contra Guardiola

    Mourinho levou a melhor no duelo contra Guardiola

O técnico do Manchester United, José Mourinho, disse após vencer o dérbi contra o Manchester City por 3 a 2 de virada neste sábado (7) que o resultado não vai mudar o desfecho do Campeonato Inglês –  ele deu inclusive parabéns ao arquirrival.

"Nosso desafio é terminar em segundo. Quero dar parabéns ao City pelo título, porque eles vão conquistá-lo e merecidamente. Eles não deram chance para os outros, venceram sem parar nesta temporada", afirmou o português em entrevista à emissora local "Sky Sports".

O City seria campeão já neste sábado caso vencesse o United e chegou a abrir 2 a 0, mas a derrota de virada para o atual vice-líder obriga a equipe do técnico Josep Guardiola a vencer dois jogos dos seis que restam para confirmar o título sem depender do resultado do time de Mourinho.

O treinador, aliás, negou que o triunfo tenha tido um sabor especial justamente por evitar a conquista do maior rival em pleno Etihad Stadium. "Meu objetivo aqui era conquistar pontos, não estragar nenhuma celebração. O ponto é se podemos melhorar o suficiente para alcançarmos eles na próxima temporada".

O dérbi deste sábado teve dois tempos totalmente distintos. O United não finalizou uma vez sequer no primeiro tempo, viu os donos da casa abrir 2 a 0 e desperdiçarem várias chances, mas na etapa complementar buscou a virada com três gols em 23 minutos.

Mourinho disse ter ficado chateado em levar mais um gol de escanteio do City (terceira vez que isso acontece contra o rival, segundo ele) e que após o segundo tentou manter os jogadores confiantes. "Tivemos o controle da bola, mais do que qualquer time contra o City. Pressionamos um pouco mais e mantivemos o nível para conseguir um bom resultado".

Também em entrevista à "Sky Sports", o zagueiro Smalling, autor do terceiro gol, contou qual foi a reação de Mourinho no intervalo depois do primeiro tempo apático dos visitantes. "O treinador nem teve que dizer muita coisa. Ele disse que não poderíamos ficar parados como palhaços assistindo a eles ganharem o título".

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos