Herói do Chelsea contra o Liverpool dedica vitória ao "torcedor" David Luiz

Do UOL, em São Paulo

  • Eddie Keogh/REUTERS

    Giroud comemora com David Luiz após marcar gol em Chelsea x Liverpool

    Giroud comemora com David Luiz após marcar gol em Chelsea x Liverpool

O Chelsea recebeu o Liverpool em casa sonhando com a vitória para manter acesa a esperança por uma vaga na Liga dos Campeões. O clube venceu por 1 a 0 a partida super importante sem a presença de David Luiz. Normal. O zagueiro brasileiro não é chamado nem para as partidas que valem quase nada porque tem relação ruim com o técnico Antonio Conte. Mas ainda assim, ele foi assunto do jogo.

Giroud abriu o placar para o time e foi dar aquele apoio para David Luiz. Ele abraçou o brasileiro que estava sentado nas tribunas com roupa de "civil". Os torcedores ao redor abriram um sorriso e o defensor retribuiu o gesto de carinho abrindo um largo sorriso.

O resultado foi crucial para o Chelsea que praticamente abandonaria as chances de Liga dos Campeões na próxima temporada. O clube está com 69 pontos dois a menos que o Tottenham, o último classificado. O Liverpool também está no bolo com seus 72 pontos com um jogo a mais. Tudo isto faltando duas rodadas para o final do Campeonato Inglês.

John Sibley/Reuters

Giroud faz e abraça David Luiz

Na lista negra de Antonio Conte, mais uma vez David Luiz sequer foi relacionado para o banco de reservas na partida do Chelsea. Ainda assim, ele ganhou abraço no gol. Giroud ganhou de cabeça um cruzamento de Moses e abriu o placar.

Muitos escolhem esta hora para dar aquele abraço no professor. Com o francês foi diferente. Ele correu na direção do banco de reservas, mas o destino eram as cadeiras onde ficam os funcionários do time. Ele foi na direção de David Luiz que ganhou um afetuoso abraço. O zagueiro brasileiro abriu um sorriso.

Muito gelo e pouco uísque

O Liverpool tinha 70% de posse de bola nos primeiros 15 minutos da partida. Mas não havia criado nenhuma chance clara de gol. Este foi o cenário de toda a partida. Os visitantes conseguiram controlar o jogo e ditar o ritmo da partida. Mas não venciam a defesa do Chelsea que anulava a forte dupla Salah e Firmino.

O time de klopp só deixou de mandar na partida nos minutos depois que sofreu o gol, aos 31 minutos do primeiro tempo. Os jogadores sentiram o golpe de estar atrás no placar e permitiram momentâneo domínio do adversário. Mas voltaram bem do intervalo e retomaram o controle da partida.

Firmino e Salah

A dupla que tem funcionado tão bem esteve aquém e não jogou bem. Salah, que tem os incríveis números de 43 gols em 51 jogos pelo Liverpool, e Firmino quase não ameaçaram a defesa do Chelsea. Mas a responsabilidade não deve ser creditada apenas na conta deles. O meio de campo do time não funcionou e pouco alimentou os atacantes.

UOL Cursos Online

Todos os cursos