UOL Esporte Campeonato Italiano
 
20/02/2010 - 19h44

Em jogo marcado pela violência, Inter segura o empate em casa com a Sampdoria

Do UOL Esporte
Em São Paulo
  • Samuel recebe cartão vermelho no empate por 0 a 0 da Inter de Milão com a Sampdoria pelo Italiano

    Samuel recebe cartão vermelho no empate por 0 a 0 da Inter de Milão com a Sampdoria pelo Italiano

Em uma partida com ânimos acirrados no estádio Giuseppe Meazza, a líder do Campeonato Italiano, Internazionale, empatou com a Sampdoria por 0 a 0 em uma partida marcada por discussões, faltas e três expulsões, que poderiam ser mais se o árbitro não tivesse poupado alguns jogadores de cartão.

No início do jogo, o atacante Nicola Pozzi, da Sampdoria, incomodou os zagueiros da Internazionale. Logo aos 2min de partida ele já se enroscou com Stankovic. Após um carrinho violento novamente em Stankovic, Pozzi recebeu cartão amarelo e virou alvo dos jogadores da líder do Italiano.

Nas jogadas de ataque, o camaronês Samuel Eto’o criou algumas boas chances no primeiro tempo, mas a Inter falhou nas finalizações. Quando o erro não era no alvo, era no posicionamento, com a marcação de impedimento.

Mas aos 30min do primeiro tempo, a Internazionale começou a se complicar com o zagueiro argentino Samuel acertando uma cotovelada em Pozzi. Como já tinha cartão amarelo, o zagueiro foi expulso e provocou a ira de Nicola Pozzi, que teve de ser seguro por seus companheiros de time.

Para reforçar a marcação, o técnico José Mourinho substituiu Muntari pelo zagueiro brasileiro Lúcio. Mas a estabilidade na defesa da Inter não durou muito tempo. Logo na cobrança da falta, foi a vez de o colombiano Ivan Córdoba se adiantar na barreira e receber o cartão amarelo. E aos 38min da primeira etapa, Córdoba fez outra falta violenta e acabou expulso, deixando o time sem os dois zagueiros.

A falta de criatividade aumentou no segundo tempo. Mesmo atuando contra uma equipe com dois jogadores a menos, a Sampdoria não conseguiu criar boas jogadas ofensivas, enquanto a Inter criou algumas chances, mas não teve bom aproveitamento.

O time de José Mourinho ainda poderia ter tido outros dois jogadores expulsos. Primeiro foi o camaronês Samuel Eto’o, que simulou pênalti e após receber cartão amarelo esbravejou com o árbitro de forma ofensiva, mas ficou apenas com a advertência.

Em seguida, o argentino Diego Milito fez outra falta violenta em Palombo, que precisou ser retirado de campo para atendimento médico, mas o argentino não recebeu nem mesmo o cartão amarelo.

Com a substituição de Diego Milito por Pandev, além da expulsão de Pazzini, da Sampdoria, a Internazionale conseguiu criar boas oportunidades ofensivas, mas não conseguiu aproveitar. Na melhor oportunidade, aos 32min, Eto’o se desesperou ao ver o goleiro Storari fazer a defesa e evitar a derrota.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host