Partida entre Internazionale e Udinese não tem um italiano sequer em campo

Do UOL, em São Paulo

  • Luca Bruno/AP Photo

    Felipe Melo foi um dos brasileiros escolhidos para iniciar a partida

    Felipe Melo foi um dos brasileiros escolhidos para iniciar a partida

A partida entre Internazionale e Udinese, válida pela 35ª rodada do Campeonato Italiano, entrou para a história do torneio local. Não por belas jogadas ou por gols decisivos, mas por um aspecto triste para os italianos: dentre os 22 jogadores que iniciaram a partida, nenhum deles é italiano.

Sendo duas equipes de tradição e que disputam a ponta do campeonato, a ausência de jogadores nascidos no país é um reflexo do momento ruim que o futebol local vive, sem conseguir renovar sua seleção por falta de bons talentos. Por isso, os clubes optam por contratar jogadores de outros países que possam trazer o resultado esperado.

Para se ter ideia, existem mais brasileiros nos dois elencos do que italianos: são nove brasileiros (Miranda, Juan Jesus, Felipe Melo, Alex Telles, Felipe, Danilo, Edenilson, Guilherme e Rider Matos), enquanto apenas oito italianos integram as duas equipes (T. Berni, Eder, D´Ambrosio, Santon, Domizzi, Lodi, Meret e Pasquale).

A única vez que algo do tipo aconteceu em alguma das principais ligas europeias foi em 30 de dezembro de 2009, quando a partida entre Portsmouth e Arsenal, pelo Campeonato Inglês, também não teve nenhum jogador do país em campo na formação titular.

UOL Cursos Online

Todos os cursos