Roma vence Juventus de virada e se mantém na briga pelo título italiano

Do UOL, em São Paulo

  • Stefano Rellandini/Reuters

    Buffon, goleiro da Juventus, afasta bola em partida contra a Roma pelo Italiano

    Buffon, goleiro da Juventus, afasta bola em partida contra a Roma pelo Italiano

A temporada da Juventus é muito boa, mas a Roma não se intimidou e venceu de virada os atuais líderes do Campeonato Italiano por 3 a 1 no Estádio Olímpico da capital e manteve em aberto a disputa pelo título nacional. Com a vitória, a Roma foi aos 81 pontos e está a quatro da Juventus (com 85), faltando duas rodadas para o fim. 

A Juventus precisava apenas de um empate para garantir o hexacampeonato. Para a Roma, se manter firme no segundo lugar também é importante para garantir vaga na próxima Liga dos Campeões.

Com duas finais pela frente (a da Copa da Itália e a da Liga dos Campeões), o técnico Massimiliano Allegri preferiu dar descanso a cinco de seus titulares, o que permitiu à Roma mais espaço para impor seu jogo. Não que tenha sido fácil desde o princípio já que quem abriu o placar foi justamente o time visitante, que balançou as redes com Mario Lemina ainda aos 21min do primeiro tempo.

Mais quatro minutos depois a Roma conseguiu o empate com De Rossi, que aproveitou uma saída vacilante do goleiro Buffon, um dos destaques da Juve na temporada. A virada aconteceria ainda no começo do segundo tempo com El Shaarawy, que chutou cruzado tirando de Buffon.

Allegri tentou voltar para o jogo promovendo a entrada de outro dos melhores jogadores de sua equipe, o brasileiro Daniel Alves, que buscou dar novo fôlego ofensivo pela direita do ataque. Mas não deu certo: foi o próprio lateral quem garantiu condições para Naingollan ficar livre na hora e chutar forte para fazer 3 a 1.

Agora a Juventus, que vinha de dois empates seguidos no Italiano (contra Atalanta e Torino), tentará ser campeã contra o Crotone, em casa, e Bologna fora nas rodadas finais. Já a Roma visitará o Chievo e receberá o Genoa. A distância entre os dois é de quatro pontos, e há seis em disputa. Em terceiro, ainda com chances de ser campeão, vem o Napoli, com 80 pontos, cinco a menos que a Juventus.

Napoli e Roma mantém acesa a briga pela vaga à Liga dos Campeões, garantida ao vice-campeão.

Partida tem raro lance de fair play 

A exemplo do que aconteceu no jogo entre São Paulo x Corinthians pelas semifinais do Campeonato Paulista, jogadores de Roma e Juventus protaganizaram uma cena de raro fair play no futebol. 

Aos 17min do primeiro tempo, Paredes tentou acionar De Rossi em uma jogada de ataque da Roma. O zagueiro da Juve Bonucci, porém, desviou, e a bola foi para fora.

O árbitro Luca Banti chegou a assinalar o tiro de meta, mas De Rossi acusou o desviou. Questionado, o próprio Bonucci avisou a respeito do desvio, indicando um escanteio contra sua equipe – que a Roma não conseguiu aproveitar. 

Um lance muito parecido aconteceu no jogo entre Paysandu e Santos na Copa do Brasil, em Belém, na semana passada. Quando o time da casa já perdia a partida e a classificação, uma bola foi jogada pela linha de fundo e o árbitro assinalou tiro de meta para o Paysandu. O volante Augusto Recife, porém, admitiu que havia sido o autor de desviou e avisou o árbitro, que marcou então escanteio para o Santos. Os paulistas venceriam por 3 a 1. 

UOL Cursos Online

Todos os cursos