Roma marca no fim, bate o Genoa e salva festa de aposentadoria de Totti

Do UOL, em São Paulo

Roma 3 x 2 Genoa

A festa de aposentadoria de Francesco Totti, 40, esteve a poucos minutos de virar uma enorme frustração para a torcida da Roma. Neste domingo (28), no dia em que a equipe da capital italiana se despediu de um de seus maiores ídolos, o Genoa se mostrou disposto a estragar o clima e segurou um empate até o fim do segundo tempo. Um gol de Perotti aos 44min, contudo, definiu um triunfo por 3 a 2 e "salvou" a homenagem ao camisa 10.

O resultado foi fundamental para a classificação final do Campeonato Italiano 2016/2017. Com a vitória, a Roma chegou a 87 pontos e se manteve na segunda posição do certame nacional – a Juventus já havia conquistado antecipadamente o título. Se o jogo deste domingo tivesse terminado empatado, o vice-campeonato teria parado nas mãos do Napoli, que bateu a Sampdoria por 4 a 2 fora de casa.

STEFANO RELLANDINI / REUTERS
Além disso, a segunda posição do Campeonato Italiano mandou a Roma à fase de grupos da próxima edição da Liga dos Campeões da Uefa. O Napoli, terceiro colocado da liga nacional, terá de passar por uma fase eliminatória se quiser ser acomodado em uma das chaves do principal torneio de clubes do continente.

O placar, a classificação e as consequências para a próxima temporada, entretanto, são apenas elementos do que foi o jogo deste domingo. A partida entre Roma e Genoa valeu, acima de tudo, como um adeus ao ídolo Totti. Depois do apito final, além do camisa 10 e do público, atletas que estavam em campo choraram muito.

"Infelizmente, chegou o momento que eu achei que jamais chegaria. Nos últimos dias, li muitas coisas sobre mim. Belas, belíssimas. Chorei sempre, sozinho, em todos os dias. Não dá para esquecer 25 anos assim. Vocês sabem que eu não sou de falar muito, mas eu sinto", disse Totti ainda em campo. O camisa 10 foi homenageado de diversas formas, com direito a placa e presença de parentes, e leu uma carta de agradecimento à torcida da Roma. "Eu ficaria aqui mais 25 anos. Obrigado, Roma", disse.

Homenagens e festa marcam o pré-jogo em Roma

Todo o protocolo de entrada em campo neste domingo foi revisto. Mais do que uma partida do Campeonato Italiano, o duelo entre Roma e Genoa era uma homenagem a Francesco Totti. O jogador que se despediu da Roma foi homenageado em ações de torcedores (cartazes e gritos, por exemplo), protagonizou o pré-jogo e se emocionou antes mesmo de a bola rolar.

Por que Totti significa tanto

Totti é o terceiro jogador italiano com mais partidas na Série A do futebol de seu país – chegou a 619 e perde apenas para Paolo Maldini e Gianluigi Buffon. Integrante da equipe principal da Roma desde 1992, o camisa 10 é um dos maiores exemplos de identificação com uma equipe no futebol atual.

Além do número de jogos e da quantidade de gols – foram 250 no Campeonato Italiano, segunda maior marca da história –, Totti sempre chamou atenção pelo compromisso com a Roma. Foi assediado por gigantes do futebol europeu, mas nunca deixou a equipe em que foi formado.

Foram 8827 dias desde a primeira partida de Totti com a camisa da Roma, em 1993, contra o Brescia. Entre os jogadores que disputaram a edição 2016/2017 do Campeonato Italiano, pelo menos 180 não haviam sequer nascido quando ele debutou.

Percalços da festa de Totti começam antes mesmo de a bola rolar

Se o dia era de Totti, o técnico Luciano Spalletti deu uma bela contribuição para frustrar os torcedores da Roma. O comandante deixou o camisa 10 no banco neste domingo – ele entrou apenas aos 9min do segundo tempo, quando substituiu Mohamed Salah.

Em campo, Genoa também tenta estragar a festa de Totti

Disposto a atrapalhar a comemoração de Totti, o Genoa abriu o placar logo aos 2min do primeiro tempo. Pellegri recebeu um lançamento de Lazovic e tocou na saída de Szczesny para fazer 1 a 0.

Uma curiosidade sobre o lance é que Pellegri é de 2001, ano em que Totti conquistou seu único título nacional com a Roma. Foi o primeiro jogador nascido no século 21 a anotar um gol no Campeonato Italiano.

Com Dzeko, Roma consegue reação

No entanto, a Roma teve pouco tempo para sofrer. Em vez de sentir o baque, o time da capital pressionou o Genoa e conseguiu o empate aos 10min do primeiro tempo, em um gol estranho de Dzeko: o atacante acertou a trave, pegou o rebote e concluiu para as redes.

O gol de Dzeko, 29º dele na temporada, levantou uma pequena polêmica: a imagem não deixa claro se o atacante tocou para as redes com a barriga ou com outra parte do corpo.
 

Roma cresce depois do empate, mas demora a marcar

Foi o suficiente para a Roma melhorar, assumir o domínio da partida e começar a ditar o ritmo. A virada da equipe da casa, entretanto, só aconteceu aos 29min do segundo tempo, quando Dzeko recebeu lançamento na direita e cruzou para trás. De Rossi apareceu dentro da área e completou de primeira.
 

Genoa empata mais uma vez

Totti já estava em campo quando a Roma chegou ao segundo gol, e o roteiro parecia perfeito para a torcida presente no Estádio Olímpico. Aos 34min do segundo tempo, porém, Lazovic completou de cabeça um cruzamento e empatou mais uma vez a partida.

Aos 44min, Perotti impediu a frustração. Depois de um cruzamento da direita e de uma disputa pelo alto, o jogador da Roma pegou a sobra dentro da área e chutou de primeira para as redes.

A festa de despedida de Totti

O gol de Perotti foi o que a torcida da Roma precisava para iniciar de vez a festa. Entre homenagens e cenas emocionantes, o adeus de Totti se estendeu por mais de uma hora além do apito final. Jogadores da equipe da capital italiana seguiram em campo, e muitos deles choraram.

UOL Cursos Online

Todos os cursos