Sem Totti, apenas 3 campeões mundiais de 2006 permanecem na elite italiana

Do UOL, em São Paulo

  • Shaun Botterill/Getty Images

A saída de Totti da Roma começa a puxar o último fio que prende os campeões mundiais de 2006 ao Campeonato Italiano. Passados 11 anos do tetra, apenas oito jogadores seguem em atividade, mas apenas três disputam a primeira divisão de um torneio relevante: Buffon (Juventus), Barzagli (Juventus) e De Rossi (Roma).

Os três remanescentes permanecem com bastante prestígio em suas respectivas equipes. Buffon e De Rossi são capitães e titulares de Juventus e Roma, respectivamente, enquanto Barzagli é presença constante na equipe alvinegra quando Massimiliano Allegri leva a campo uma formação com três zagueiros.

Os demais que seguem em atividade vivem momentos distintos. Em fase final de carreira, Andrea Pirlo atua no New York City, da MLS. Gilardino caiu para a segunda divisão italiana com o Pescara, enquanto Amelia e Zaccardo caíram para a Série C com o modesto Vicenza.

Amelia e Zaccardo, inclusive, eram alguns dos jogadores mais jovens do elenco que conquistou a Copa do Mundo de 2006. À época com 24 anos, a dupla só era superada por Daniele De Rossi (22) e Alberto Gilardino (23).

A Itália conquistou o tetracampeonato mundial ao vencer a França na final, no jogo que ficou marcado pela cabeçada de Zidane em Marco Materazzi. Depois de um empate em 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação, os italianos faturaram o título com placar de 5 a 3 nos pênaltis – Trezeguet errou a cobrança para os franceses.

UOL Cursos Online

Todos os cursos