UOL Esporte Libertadores
 
09/02/2010 - 09h12

Para Thiago Ribeiro, Cruzeiro tem de ir à Argentina e "jogar bola"

Gustavo Andrade
Em Belo Horizonte

Para o atacante Thiago Ribeiro, o Cruzeiro deve seguir uma receita simples para vencer o Vélez Sarsfield, nesta quarta-feira, em Buenos Aires, na primeira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. “O Cruzeiro é um time que joga bola e tem qualidade, então o segredo para vencer é simples: é chegar lá e jogar bola”, afirmou.

Thiago Ribeiro confia que com um bom desempenho do Cruzeiro pode superar as dificuldades de jogar fora de casa contra uma equipe argentina. “Jogar na Argentina é sempre difícil. Nós temos de ir lá e jogar bola, não importa se é contra o Vélez, contra o Boca. Temos de respeitar o adversário, independente de quem seja”, salientou.

Aos 23 anos, o atacante Thiago Ribeiro passou perto de ser campeão da Copa Libertadores por duas vezes, com dois vice-campeonatos. Ele foi vice-campeão da Copa Libertadores pela primeira vez em 2006, com o São Paulo. Com o tricolor paulista, ele perdeu a final para o Internacional. Na temporada passada, defendendo o Cruzeiro, disputou a segunda final e saiu derrotado diante do Estudiantes.

O atacante ressalta que os jogadores cruzeirenses terão de aprender a lidar com uma arbitragem diferente na Copa Libertadores. “Libertadores é muito contato. A todo o momento tem o choque, então não é qualquer faltinha que o juiz dá. Não adianta ficar reclamando com o árbitro. Se o juiz não marcou a falta, a gente tem de ser esperto, levantar para ajudar, porque é um campeonato diferente”, observou.

“É diferente do Mineiro, do Brasileiro e o Cruzeiro tem esse espírito de Libertadores. A gente tem de entrar com o pé direito e tentando a vitória”, acrescentou Thiago Ribeiro, que disputa com Wellington Paulista uma vaga no ataque ao lado de Kléber.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host