UOL Esporte Libertadores
 
11/02/2010 - 00h46

A exemplo de 2009, Cruzeiro volta a sofrer com expulsões na Libertadores

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte

Na noite desta quarta-feira, o Cruzeiro voltou a sofrer com as expulsões na Copa Libertadores, um problema que assolou a equipe celeste na primeira fase da competição continental de 2009. Na derrota para o Vélez Sarsfield, por 2 a 0 , em Buenos Aires, o meia Gilberto foi expulso pela segunda vez nesta edição. Além dele, o zagueiro Gil foi obrigado a deixar a partida ainda no primeiro tempo.

Convocado por Dunga nesta terça-feira para amistoso da seleção brasileira contra a Irlanda, em Londres, Gilberto foi expulso aos 2min do primeiro tempo na derrota do time mineiro para o Vélez Sarsfield. No empate em 1 a 1 com o Real Potosí, na Bolívia, pela fase preliminar, o camisa 10 cruzeirense foi expulso aos 20min de jogo. Gil recebeu o segundo cartão amarelo na partida contra o Vélez Sarsfield aos 36min do primeiro tempo.

Nos seis jogos da fase de grupos da Libertadores no ano passado, o Cruzeiro recebeu cinco cartões vermelhos. O atacante Kléber e o volante Fabrício foram expulsos duas vezes cada um. Wellington Paulista foi o outro jogador obrigado a deixar o campo mais cedo. Nos demais oito jogos da campanha entre as oitavas-de-final e a decisão perdida para o Estudiantes, ninguém foi expulso.

Na estreia pela Libertadores na temporada passada, o Cruzeiro teve Kléber expulso em partida com arbitragem do paraguaio Carlos Amarilla. Ainda assim, a equipe mineira garantiu a vitória por 3 a 0 sobre o Estudiantes, no Mineirão. Na ocasião, o Gladiador reclamou que Amarilla o perseguia desde um confronto na Copa Sul-Americana de 2008 contra o Argentino Juniors, quando atuava pelo Palmeiras.

No jogo seguinte, no Equador, o atacante Wellington Paulista e o volante Fabrício receberam cartões vermelhos do árbitro peruano Georges Burckley, no empate em 1 a 1, com o Deportivo Quito.

Já na vitória sobre o Universitario Sucre, na Bolívia, Kléber voltou a ser expulso, após atingir o rosto de um adversário com a chuteira. A partida teve a arbitragem do uruguaio Roberto Silvera. Na última rodada da primeira fase, Fabrício também foi expulso pela segunda vez na Libertadores.

Os muitos cartões vermelhos do Cruzeiro em 2009 não ficaram restritos à Libertadores. No Brasileirão em 38 rodadas, foram 15 jogadores expulsos, sendo 11 no primeiro turno e quatro no returno. Até a 17ª rodada, 11 atletas tinham recebido cartão vermelho. Doze jogadores diferentes foram expulsos, sendo que Kléber, Leonardo Silva e Jonathan foram duas vezes. Também estão na lista Jancarlos, Fabinho, Zé Carlos, Diego Renan, Thiago Ribeiro, Bernardo, Thiago Heleno, Fernandinho e Gilberto.

Com as expulsões de Gilberto e Gil nesta quarta-feira, o Cruzeiro contabiliza quatro cartões vermelhos nos seis jogos disputados em 2010. O time mineiro terminou com 10 jogadores também na derrota para o Ipatinga, por 3 a 0, pelo Estadual.

O zagueiro Thiago Heleno foi expulso ainda no primeiro tempo daquela partida, em lance controverso, no qual o árbitro Ricardo Marques Ribeiro viu toque de mão do jogador cruzeirense e apontou pênalti para o time do Vale do Aço.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host