UOL Esporte Libertadores
 
11/02/2010 - 07h00

Com receio de complô, R. Carlos usa Copa para amenizar pressão na Libertadores

Bruno Thadeu
Em São Paulo
  • Juízes não falam a língua dos times brasileiros, diz lateral, que minimiza pressão sobre o Corinthians

    Juízes não falam a língua dos times brasileiros, diz lateral, que minimiza pressão sobre o Corinthians

Segundo jogador com mais convocações para seleção brasileira e com três participações em Copas do Mundo (1998, 2002 e 2006), Roberto Carlos tenta controlar a euforia gerada pela presença do Corinthians na Libertadores. Ciente da pressão no torneio continental, o camisa 6 repassa sua experiência em Mundiais como exemplo a ser seguido pelo elenco alvinegro na competição.

Roberto Carlos trata a pressão sobre o Corinthians como algo natural e alerta para a possibilidade de o time sair em desvantagem aos concorrentes de outros países. Duas questões preocupam o lateral: o fato de os juízes não falarem a língua dos brasileiros e o suposto interesse de rivais contra times do país.

Além do Corinthians, outros quatro brasileiros participam da Libertadores: Flamengo, Internacional, São Paulo e Cruzeiro.

”Somos os únicos [times brasileiros] que falamos português. A nossa preocupação é o que podem preparar para gente. A gente nunca sabe o que vem do outro lado. Os brasileiros são sempre favoritos e os outros não querem que um brasileiro ganhe. Vamos passar por muitas dificuldades, mas em casa é mostrar nossa potencial para demonstrar que vamos chegar nessa final tão esperada”.

A pressão gerada pela necessidade do inédito título continental será diluída em boa parte no primeiro jogo do Corinthians, diante do Racing-URU, segundo Roberto Carlos. Integrante do grupo 1 da Libertadores, a equipe do Parque São Jorge estreia no dia 24, no Pacaembu.

A ânsia em começar logo o torneio causa desconforto, complementa Roberto Carlos.

“O importante será unir experiência com aqueles que nunca participaram da Libertadores. A estreia vai ser mais difícil. Aí depois é como disputar Copa do Mundo. Depois fica mais fácil”, comenta.

Antes do debute na Libertadores deste ano, o Corinthians terá três compromissos pelo Paulistão: diante da Portuguesa, Mogi Mirim e Rio Branco. Contra a Lusa, Mano Menezes não contará com Ronaldo, Dentinho e Defederico, lesionados.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host