UOL Esporte Libertadores
 
11/02/2010 - 07h00

São Paulo perde qualidade no passe e culpa gramado 'pós-Beyoncé'

Carlos Padeiro
Em São Paulo

Não foi uma exibição de gala, mas jogadores, torcida e o técnico Ricardo Gomes deixaram o Morumbi, na noite da última quarta-feira, satisfeitos com a vitória por 2 a 0 sobre o Monterrey, pela Copa Libertadores. Dois foram os motivos apontados pelos são-paulinos para justificar o desempenho abaixo do esperado: a ansiedade pela estreia e as condições do gramado.

Contra os mexicanos, a equipe tricolor perdeu a sua principal característica, o toque de bola. No Campeonato Paulista, o São Paulo troca 333 passes por partida, em média, com um índice de 86,5% de acerto, segundo o Datafolha. Na noite passada, esses números caíram para 260 e 75,8%.

Segundo o capitão Rogério Ceni, o campo atrapalhou. Nas duas últimas semanas, o Morumbi recebeu shows da banda de rock Metallica e da cantora Beyoncé.

“O campo estava um pouco prejudicado, e não conseguimos tocar a bola direito. Estava duro, parecia que a grama estava socada. Acho que as pessoas pularam muito nos shows”, sorriu o camisa 1. "Sei que o Monterrey tocou mais a bola, mas vamos evoluir". O clube da América do Norte trocou 389 passes, número bastante superior ao dos brasileiros.

Já Ricardo Gomes preferiu atribuir as deficiências, observadas principalmente durante o primeiro tempo, ao fator estreia. "Pelo peso da estreia, nosso time ficou um pouco nervoso. Agradou-me os 30 minutos finais, quando melhoramos a marcação. É claro que ainda temos muito a evoluir", ponderou.

As estatísticas comprovam os vacilos defensivos citados pelo treinador. No Estadual, o São Paulo tem uma média de 106 desarmes por rodada. Contra o Monterrey, foram 99.

“Como todo time mexicano, eles exploraram muito o toque de bola e a movimentação, mas nem sempre com profundidade. Como a nossa marcação estava errada no primeiro tempo, parece que a nossa equipe não vibrava, porque não conseguia recuperar a bola. Quando acertamos isso e passamos a recuperar a bola mais rapidamente, a sensação é que vibramos mais”, ponderou o comandante são-paulino.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host