UOL Esporte Libertadores
 
12/02/2010 - 08h25

"Não vai ser nada fácil", garante Fossati sobre Libertadores

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre

O Internacional é o favorito dentre os quatro integrantes do grupo 5 da Libertadores. Além disso, é o time brasileiro que mais manteve a base em relação ao ano passado. Contratou um treinador que vem crescendo no cenário sul-americano e se reforçou com boas peças. De todo jeito, o técnico Jorge Fossati faz questão de frisar o nível técnico que vai cruzar o caminho vermelho em busca do título continental.

“Estou seguro que não vai ser nada fácil. Pelo que vi, não tem muita coisa diferente do Emelec que conheci. É mais ou menos a mesma ideia. Tem que respeitar. O Inter tem as qualidade para enfrenta-los e conseguir a classificação”, garantiu o treinador, em entrevista coletiva.

No Beira-Rio não se esconde que o avanço do Emelec não era o desejado. A curta viagem sobrepunha o deslocamento longo e cansativo até o Equador, mesmo que atuar na argentina seja sinônimo de incomodação.

O rótulo de favorito é rebatido com toda força para longe do Inter, mas não adianta. “Dizer que o Inter está para campeão é no mínimo, para mim, cedo demais. Temos que reconhecer, se pensarmos só nos times brasileiros, poderemos dizer 'Otimismo sim. Mas já comemorar sei lá, é cedo demais e infantil. Dizer é ser rápido demais'. Vamos ver como o time vai se desenvolver no torneio. Tenho um respeito pelos rivais de agora, mas um respeito maior ainda por quem está por vir”, revelou o treinador.

Além do Emelec, último classificado e primeiro adversário, o Inter encaram Deportivo Quito e Cerro, do Uruguai. O primeiro jogo do Inter na Libertadores é dia 23 de fevereiro.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host