UOL Esporte Libertadores
 
11/03/2010 - 00h27

Elias culpa altitude por dificuldade; Roberto Carlos prevê mais sofrimento

Do UOL Esporte
Em São Paulo

O Corinthians conseguiu conservar a condição de líder do grupo 1 da Libertadores, mas não foi fácil. O gol do empate por 1 a 1 com o Independiente Medellín nesta quarta-feira, marcado por Dentinho, saiu só aos 39min do segundo tempo. Para Elias, a altitude de Bogotá atrapalhou. Roberto Carlos, por sua vez, preferiu “culpar” as particularidades da Libertadores.

“Todo jogo será uma guerra e viemos preparados para isso. É muito difícil jogar na altitude, mas conseguimos nos superar. Tivemos mais posse de bola e conseguimos empatar uma partida muito difícil. Não foi sofrido, aqui é muito difícil de correr por culpa da altitude”, avaliou Elias à rádio Globo.

O estádio El Campín, localizado na capital colombiana, está a 2.640 metros acima do nível do mar. Além de Elias, responsável por puxar as jogadas de ataque, Dentinho também sofreu com a altitude e chegou a reclamar para a comissão técnica.

Roberto Carlos, por sua vez, não se assustou com a altitude ou com os colombianos. Segundo ele, a dificuldade que o Corinthians enfrentou nesta noite se repetirá em todas as partidas, principalmente fora de casa.

“Isso é Libertadores, vamos sofrer em todos os jogos. Mas os adversários estão respeitando muito o Corinthians, podemos fazer mais”, analisou o experiente lateral-esquerdo, bastante ovacionado pelos torcedores colombianos, assim como Ronaldo.

Com o empate desta noite, o Corinthians chegou aos quatro pontos e segue como líder isolado do grupo 1, seguido por Racing (três pontos), Independiente (dois) e Cerro Porteño (um). Na próxima quarta-feira, a equipe de Mano Menezes visita o Cerro no Paraguai.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host