UOL Esporte Libertadores
 
17/03/2010 - 07h10

Fla tenta superar polêmicas e assegurar classificação virtual na Libertadores

Do UOL Esporte
No Rio de Janeiro

Depois do “Caso Chatuba”, envolvendo Adriano e sua noiva, quem se meteu em polêmica foi Vagner Love. O atacante foi filmado chegando em um baile funk escoltado por homens armados. Adriano não ficou atrás: após a briga com a noiva, agora é investigado pela ligação com um traficante. Fora das quatro linhas, os problemas envolvendo jogadores do Flamengo não param de aparecer. Resta ao torcedor esperar que, em campo, as vitórias também surjam com frequência. 

IMPÉRIO DE AMOR ESTÁ ESCALADO

  • Vipcomm

    Em meio às polêmicas, Adriano e Vagner Love vão reforçar o time e são as principais atrações do jogo

  • Marcia Feitosa/Vipcomm

    Quem poderá roubar a cena da dupla é o chileno Maldonado. O atleta ficará no banco após 4 meses

A primeira chance para isso será nesta quarta-feira, às 21h50, em Santiago, contra a Universidad do Chile. O duelo pode deixar o time virtualmente classificado para a próxima fase da Copa Libertadores e atenuar os problemas na justiça que a dupla de ataque rubro-negra pode ter. No último domingo, a TV Globo exibiu imagens de Love ao lado de traficantes na favela da Rocinha. Ele deverá depor na próxima semana sobre o caso. O mesmo deve ocorrer com Adriano, que teria comprado uma moto e colocado no nome da mãe de um traficante, de acordo com o jornal O Dia.

“Esse é um time rodado, com jogadores experientes e que sabem o que é certo ou errado. Algumas coisas que fazem às vezes incomodam, mas eles sabem administrar bem a situação e corresponder dentro de campo”, defendeu o técnico Andrade.

O treinador nem mesmo cogitou a possibilidade de tirar o Império do Amor da partida. O desfalque será o volante Toró, suspenso. Rodrigo Alvim atuará improvisado no meio-campo. A novidade será o chileno Maldonado, que ficará no banco após se recuperar de cirurgia no joelho.

Classificação virtual

Se vencer os chilenos, o Flamengo conquista virtualmente a vaga para as oitavas de final da Libertadores. A equipe dirigida por Andrade chegará aos nove pontos, mantendo 100% de aproveitamento e abriindo cinco de vantagem para a própria Universidad do Chile, que tem quatro e ocupa a segunda posição do Grupo 8.

“Pelas minhas projeções, com uns 12 ou 13 pontos garantimos a primeira colocação do grupo”, disse o técnico Andrade. “Se vencermos, a gente abre boa distância e ainda teremos dois jogos para fazer em casa. Daremos grande passo para a nossa classificação”.

Depois do duelo desta quarta-feira, o Flamengo ainda receberá, no Maracanã, a Universidad do Chile e o Caracas, que ainda não pontuou. Fora do Brasil, duelará apenas contra a Universidad Catolica, que tem um ponto até o momento na chave.

Do lado da Universidad do Chile, o técnico uruguaio Gerardo Pelusso também terá um desfalque no meio-campo: Manuel Iturra, machucado, não joga. A esperança dos chilenos está nos pés do atacante Oliveira, de bom porte físico e que preocupa o Flamengo no jogo aéreo.

O FLAMENGO NO TWITTER

“Pelo pouco que vi do time deles, eles gostam de jogar basicamente com bola na área. Eles têm um centroavante muito alto, forte e fazem um jogo mais pegado mesmo, com cara de Libertadores”, disse o lateral-esquerdo Juan.

O clima para o jogo que não é dos melhores. Irritado pelo fato de o Flamengo não ter aceitado a mudança da partida para a cidade de Coquimbo, ao norte do país, o técnico Gerardo Pelusso ironizou os flamenguistas, que chegarão horas antes da partida e voltarão ao Brasil logo após o jogo, em voo fretado.

“Os brasileiros não só jogam muito bem futebol, como sabem lidar com todas as situações. Sabem quando rir, quando dar beijos paras as câmeras, sabem fazer a sua vida impossível quando jogam no Brasil, sabem se fazer como simpáticos e sabem ter medo quando lhes convém. Eu não acredito em nada”, disse o treinador uruguaio.

OPINIÃO DO JUCA

O Flamengo tem uma parada dura hoje em Santiago

No último dia 27 de fevereiro, um terremoto de magnitude 8.8 assolou o país e danificou o estádio Sausalito, em Viña Del Mar, palco que sediaria a partida. Por conta disso, a Universidad do Chile quis levar o duelo para Coquimbo, mas com a negativa do Flamengo, teve de aceitar atuar no estádio Monumental, do rival Colo-Colo.

“A logística ficaria muito difícil para nós. Por que não jogar em Santiago? Qual o problema de jogar no campo do Colo-Colo? Não foi oportunismo da nossa parte. Acho que esse discurso dele [Gerardo Pelusso] não cabe”, retrucou Andrade.

UNIVERSIDAD DO CHILE X FLAMENGO

Data: 17/03/2010
Horário: 21h50 (horário de Brasília)
Local: Estádio Monumental, em Santiago (CHI)
Transmissão: TV Globo (Rio) e SporTV2 (para todo Brasil)
Árbitro: Jorge Larrionda (URU)
Auxiliares:
Pablo Fandiño y Mauricio Espinosa (ambos do URU)

Universidad do Chile
Esteban Conde; José Contreras, Mauricio Victorino, Rafael Olarra e Matías Rodríguez; Marco Estrada, Felipe Seymour, Eduardo Vargas e Walter Montillo; Edson Puch e Juan Manuel Olivera
Técnico: Gerardo Pelussso

Flamengo
Bruno; Leonardo Moura, Álvaro, Fabrício e Juan; Rodrigo Alvim, Willians, Kleberson e Vinicius Pacheco; Vagner Love e Adriano
Técnico: Andrade

 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host