UOL Esporte Libertadores
 
18/03/2010 - 12h31

Alecsandro vê Inter em bom ano e quer tempo para Fossati se adaptar

Jeremias Wernek
Em Rivera, Uruguai
  • Se rendimento for o que ele quer, não mudamos, diz Alecsandro sobre esquema tático de Fossati

    "Se rendimento for o que ele quer, não mudamos", diz Alecsandro sobre esquema tático de Fossati

O Inter joga seu décimo terceiro compromisso no ano com time principal nesta quinta, em Rivera, contra o Cerro. A terceira partida da Libertadores vai apresentar um time com nova formação. O 4-4-2 passa a ser utilizado, porém, sem modificar aquilo que foi definido por Jorge Fossati como “ideia”. Tudo dentro de um conceito de produtividade que, para Alecsandro, está bom até aqui. Mas o centroavante pede tempo para maior adaptação do comandante ao futebol brasileiro.

“O futebol é resumido em produtividade. Enquanto nossa equipe estiver pontuando, estiver agradando o treinador, temos que fazer o que ele pede. A temporada está boa. É nossa sétima ou oitava partida. Vamos fazer outras 60”, comentou Alecsandro, escalado como único atacante no estádio Atílio Paiva.

A maneira como o técnico uruguaio Jorge Fossati comanda treinos e orienta a equipe na beira do campo agrada a cúpula do Internacional. Na visão dos dirigentes, Fossati tem pulso, excelente conhecimento tático e faz seus times crescerem com o decorrer dos torneios. Tal efeito precisa ser confirmado no Beira-Rio. A grande atuação, de encher os olhos da torcida e dos críticos, ainda não veio. Em defesa do chefe, a palavra de alguém que igualmente é cobrado: Alecsandro

“O Fossati e um treinador de escola diferente. Tanto ele quanto nós temos que nos adaptar. Ele vem pedindo equilibro, balanço, algo que acontece em alguns jogos e em outros não”, analisou o camisa nove.

Time definido, mas não divulgado

A comissão técnica e direção do Inter faz questão de isolar seus jogadores do clima festivo que toma conta da fronteira Brasil – Uruguai, visto nas ruas de Livramento, Brasil, e Rivera, já no Uruguai. No treino de reconhecimento do estádio, poucos torcedores tiveram acesso ao gramado. A escalação está definida, mas nem os atletas sabiam como iriam jogar antes da palestra da noite desta quarta, na concentração.

“Quem é inteligente antevê, mas ainda não sabemos”, desconversou Alecsandro, logo depois do trabalho no Atílio Paiva. Na única manifestação da semana, Jorge Fossati deixou vários pontos em aberto, não sinalizando claramente como jogará. Porém, devido as lesões e a recuperação de D’Alessandro o meio-campo será reforçado. Escalação do Inter: Abbondanzieri; Bruno Silva, Índio, Sorondo e Kleber; Sandro, Guiñazu, Edu, Giuliano, D’Alessandro; Alecsandro.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host