UOL Esporte Libertadores
 
18/03/2010 - 09h01

Roger e Adilson dizem que vaga na Libertadores só depende do Cruzeiro

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte

O técnico Adilson Batista considerou normal o empate entre Colo-Colo e Vélez Sarsfield, por 1 a 1, em Santiago, na última terça-feira. Com esse resultado, o Cruzeiro se manteve na vice-liderança do grupo 7 da Libertadores, com quatro pontos, três a menos que o time argentino e com vantagem no saldo de gols em relação á equipe chilena.

O CRUZEIRO NO TWITTER

“Se o Colo-Colo tivesse vencido o jogo teria aberto dois pontos. Não vi nada de anormal, está todo mundo se observando, todo mundo com dificuldade, o Estudiantes está com quatro pontos”, afirmou Adilson Batista, referindo-se ao atual campeão da Libertadores.

Segundo o treinador cruzeirense, é preciso ir com calma. “Temos de pensar no próximo compromisso, tentar fazer os sete pontos e depois enfrentar o Vélez para chegar aos dez pontos”, observou treinador celeste.

O meia Roger revelou que acompanhou o jogo entre os dois concorrentes. “São adversários diretos, então, a gente tem que estar sempre ligado nos adversários, mas a gente não torceu para ninguém. A gente sabia que independente do adversário as chances estão nas nossas mãos, dependem só das nossas forças”, afirmou.

Para Roger, se o Cruzeiro fizer o seu dever de casa e ganhar seus dois próximos jogos, no Mineirão, contra Deportivo Italia, no dia 24 próximo e depois o Vélez Sarsfield, a equipe celeste estará classificada à etapa seguinte da competição internacional.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host