UOL Esporte Libertadores
 
05/04/2010 - 11h42

Universidad de Chile 'dá de ombros' para fama do Fla e fala em vitória no Rio

Do UOL Esporte
No Rio de Janeiro

O Flamengo não encontrará facilidade diante do Universidad de Chile, quarta-feira, no Maracanã. Líder do campeonato de seu país e também do grupo 8 da Libertadores, o adversário dos rubro-negros se prepara cheio de confiança para o duelo. Apesar do Império do Amor e da fama da equipe carioca, o medo passa longe dos chilenos, segundo o meia Walter Montillo.

“Nós não tememos o Flamengo. Temos respeito porque eles têm jogadores de nível internacional e sempre são muito fortes em casa. Mas temos de ir esperançosos e com muita vontade de vencer. Podemos trazer um bom resultado do Brasil”, disse Montillo.

O atacante Edson Puch desfruta de confiança semelhante e sabe que é possível conseguir fazer uma partida de igual para igual com o Flamengo. Contudo, de acordo com ele, que anda preocupado com o momento vivido por sua zaga, Adriano poderá ser um grande problema.

“O time deles tem jogadores de muita qualidade, sobretudo o Adriano, que é um atacante de seleção”, disse, complementando. “Sabemos de tudo isso, mas ganhamos deles no Chile (2 a 1) e nos portamos muito bem, soubemos jogar”.

Puch citou ainda as jogadas pelas laterais como um dos pontos fortes do Flamengo, provando ter bom conhecimento sobre a maneira de atuar dos rubro-negros. Ele deixou claro que Leonardo Moura e Juan serão vigiados o tempo todo.

O FLAMENGO NO TWITTER

“Temos de prestar muita atenção porque eles têm laterias muito perigosos. Se cuidarmos disso, poderemos nos sair bem. Estamos em um bom momento e acredito que a gente poderá conseguir um bom resultado”, encerrou, em entrevista ao jornal chileno La Nacion.

O Universidad de Chile ocupa a ponta do grupo 8 da Libertadores, com sete pontos, seguido pelo Flamengo, com seis, Universidad Católica-CHI, três, e Caracas-VEN, que soma apenas dois.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host