UOL Esporte Libertadores
 
15/04/2010 - 07h01

Com tranquilidade, Cruzeiro quer confirmar 1º lugar e eliminar Colo-Colo

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte

Contra o desespero do Colo-Colo, que precisa golear por 4 a 0 para tentar ser um dos seis melhores segundos colocados, o Cruzeiro pretende jogar, nesta quinta-feira, às 21h50 (horário de Brasília), em Santiago, com a tranquilidade de quem depende só de seu futebol para ser 1º do grupo 7 da Libertadores. Uma vitória, no estádio Monumental David Arellano, deverá confirmar o time celeste na liderança, em função de sua vantagem de cinco gols em relação ao saldo do Vélez Sarsfield, segundo colocado da chave.

Os dois times somam 10 pontos em cinco jogos, aproveitamento de 67%, obtidos em três vitórias, um empate e uma derrota para cada. Ambos sofreram cinco gols, mas a diferença é que o Cruzeiro marcou 11 e a equipe argentina apenas seis, o que representa saldo de seis e um, respectivamente. O Colo-Colo, adversário cruzeirense, é o terceiro colocado, com sete pontos e déficit de dois gols. Já sem nenhuma chance de classificação, o Deportivo Italia, com um ponto, é o lanterna.

Também nesta quinta-feira e no mesmo horário, o Vélez Sarsfield recebe o time venezuelano, no estádio El Fortin de Liniers, em Buenos Aires, também de olho na primeira colocação da chave. Para isso, o time argentino tem de vencer e torcer por pelo menos um empate do Cruzeiro ou aplicar uma goleada suficiente para tirar a diferença no saldo de gols em favor do time celeste, caso ele some três pontos em Santiago.

Somente os campeões de cada grupo têm vaga assegurada na próxima fase da Libertadores deste ano, juntando também os seis melhores segundos colocados. Pelas contas do Cruzeiro, um empate, em último caso, deve ser suficiente para garantir o time brasileiro nessa condição, mas, os jogadores cruzeirenses, não escondem a disposição de brigar pelo triunfo para garantir o primeiro lugar.

O Colo-Colo, por sua vez, conta com o apoio da torcida para alcançar o “milagre”, de acordo com definição do atacante Cristián Bogado, de fazer 4 a 0 sobre o Cruzeiro e seguir em frente na Libertadores. Caso vença o Cruzeiro por 4 a 0, o Colo-Colo terminará à frente do seu adversário em função de ter marcado um gol no Mineirão, em sua derrota por 4 a 1. Os dois clubes ficariam empatados em número de pontos, saldo de gols e número de gols marcados. O desempate aconteceria no item gols marcados como visitante.

Os atletas da equipe chilena reconhecem a dificuldade da tarefa, mas garantem que estão confiantes no sucesso da missão. “Sabemos que a chave está difícil, mas não perdemos a esperança na classificação”, ressaltou Bogado.

Os dois times vêm de resultados diferentes em seus compromissos domésticos, no último domingo, em que ambos utilizaram suas formações principais. O Cruzeiro empatou com o Ipatinga, em 0 a 0, no campo do adversário, pela semifinal do Mineiro, mas manteve a vantagem do empate para o jogo da volta. Já o Colo-Colo ganhou do Palestino, por 3 a 0, pelo campeonato nacional.

Na rodada anterior da Libertadores, os adversários desta quinta-feira se deram bem e venceram seus jogos. O Cruzeiro fez 3 a 0 sobre o Vélez Sarsfield, no Mineirão, em resultado que o colocou na liderança do grupo 7, enquanto o Colo-Colo visitou o Deportivo Italia e ganhou por 3 a 2. A equipe mineira foi a única que não venceu o time venezuelano em Caracas.

O pensamento dos jogadores do Cruzeiro é explorar um possível desespero do Colo-Colo, que precisa fazer gols parta tentar sua classificação. Uma outra possibilidade para o time chileno é vencer por dois gols de diferença e contar com uma derrota do Vélez para o lanterna do grupo, na Argentina.

“A situação do Colo-Colo é bastante delicada, então, temos de usar o desespero do adversário e saber tirar proveito disso. Com certeza, desde o início do jogo, eles virão com tudo para cima, com a empolgação da torcida e mostrando vontade”, afirmou o atacante Thiago Ribeiro, que terá Wellington Paulista como parceiro, já que Kléber, com estiramento muscular, desfalca o time do técnico Adilson Batista.

A imprensa chilena diz que o técnico do Colo-Colo, Hugo Tocalli, pode cair em caso de derrota para o Cruzeiro. O presidente Guilhermo Mackenna, no site oficial do clube, garante que o treinador cumprirá seu contrato até o fim, em 9 de maio, e que há a possibilidade de renovação, dependendo da análises de vários fatores pelas duas partes. A diretoria do clube decidiu manter os preços dos ingressos da venda antecipada para esta quinta-feira, dia da partida. Anteriormente estava previsto um aumento.

COLO-COLO X CRUZEIRO

Data: 15/4/2010 (quinta-feira)
Horário: 21h50 (horário de Brasília)
Local: Estádio Monumental David Arellano, em Santiago (Chile)
Árbitro: Carlos Manuel Torres (PAR)
Auxiliares: Milcíades Saldívar (PAR) e Carlos Cáceres (PAR)

COLO-COLO
Prieto; Paulo Magalhaes, Sebastián Toro, Andrés Scotti e Roberto Cereceda; Charles Aránguiz, Arturo Sanhueza e Rodrigo Millar; Macnelly Torres; Ezequiel Miralles e Cristián Bogado
Técnico: Hugo Tocalli

CRUZEIRO
Fábio; Jonathan, Leonardo Silva, Gil e Diego Renan; Fabinho, Henrique, Marquinhos Paraná e Gilberto; Wellington Paulista e Thiago Ribeiro
Técnico: Adilson Batista
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host