UOL Esporte Libertadores
 
15/04/2010 - 21h30

Após confusão, Universitário empata com Lanús e "ajuda" o Flamengo

Do UOL Esporte
Em São Paulo

A torcida do Flamengo deu certo. Um dia após cair diante do Universidad Católica, o time do Rio viu sua situação ficar um pouco menos complicada na busca por uma classificação à fase oitavas de final da Copa Libertadores. Tudo isso graças aos resultados do grupo 4. O Universitário, que ficou no 0 a 0 diante Lanús, fora de casa, terminou na segunda posição e pode ser ultrapassado pelo Flamengo no critério de desempate.

O Libertad, que derrotou o Blooming por 2 a 1, ficou na primeira colocação da chave, com 12 pontos, dois à frente do Universitário, que já encerrou sua participação na competição. Pelo grupo 8, o Flamengo contabiliza sete e, caso vença o Caracas na última rodada, por exemplo, por 2 a 0, também chegará aos dez, mas levará vantagem no critério de gols marcados –no saldo de gols, as duas equipes ficariam com três cada um.

Além vencer seu compromisso, o Flamengo precisará secar mais um rival. O Racing, que tem sete e está em segundo lugar no grupo do Corinthians, também pode chegar aos dez pontos. Seu saldo de gols, porém, é de um negativo. Ou seja, a equipe comandada por Andrade viu sua preocupante situação ser amenizada.

No encerramento do grupo 4, o Universitário poderia ficar bem próximo da vaga. No entanto, após o apito inicial do árbitro brasileiro Carlos Eugênio Simon, o que se viu no campo do estádio La Fortaleza foi um certo equilíbrio entre as duas equipes. Somente a partir dos 10min de jogo que o Lanús - que jogava diante de sua torcida e só tinha a vitória como objetivo – passou a tomar conta da partida.

Apesar do domínio, o time argentino chegou a sua única chance clara de gol na primeira etapa em um lance de bola parada, com Pelletieri mandando de cabeça na trave, após cobrança de escanteio. Fora isso, muita posse de bola, mas poucas finalizações. E foi desta forma que o duelo seguiu durante os dez minutos primeiros do segundo tempo, até que o Lanús percebeu que sua classificação dependia de pelo menos um gol. Assim, o time argentino passou a ter mais atitude e passou a sair ainda mais para o jogo.

Enfim, aos 11min, foi exigida a primeira grande defesa da partida. O atacante Castillejos recebeu ótimo passe de Blanco por entre a zaga do Universitario e finalizou forte, de dentro da área; o goleiro Fernandez, bem colocado, conseguiu mandar a bola para longe. A ofensividade do Lanús permitiu que Luiz Ramires, o camisa 10 do Universitario, criasse uma ótima jogada passando por toda defesa do time da casa. Porém, na finalização, acabou mandando para fora.

No desespero, os argentinos abusaram das bolas alçadas na área e, diante de uma forte defesa do time peruano, acabaram sendo eliminados diante de sua torcida. O jogo ainda contou com uma briga generalizada entre os jogadores das duas equipes e até a invasão de um torcedor ao gramado.

O duelo, que já estava nos acréscimos, precisou ser encerrado pelo árbitro Carlos Eugênio Simon antes mesmo do apito final, que acabou tornando-se inviável diante da enorme confusão que foi formada dentro do campo do estádio La Fortaleza.

 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host