UOL Esporte Libertadores
 
27/04/2010 - 18h23

Entre risadas, Ronaldo faz 'dancinha' em treino e esbanja alegria no Rio

Alexandre Sinato
No Rio de Janeiro
  • Ronaldo mostrou muita descontração durante o treino desta terça-feira em General Severiano, com direito a dancinha após as cobranças de pênalti

    Ronaldo mostrou muita descontração durante o treino desta terça-feira em General Severiano, com direito a dancinha após as cobranças de pênalti

Ronaldo roubou a cena no último treino do Corinthians antes de pegar o Flamengo às 21h50 desta quarta-feira, no Maracanã, pelas oitavas de final da Libertadores. No pequeno gramado de General Severiano, na tarde desta terça, o atacante esbanjou alegria. Fez dancinhas após cobranças de pênaltis, provocou os companheiros cheio de bom humor e distribuiu sorrisos. Discretamente, mexeu até com o presidente Andrés Sanchez. Exibiu, enfim, a alegria que os alvinegros esperavam.

As brincadeiras do Fenômeno começaram durante o rachão. Ao pé do ouvido dos companheiros, brincou com os marcadores mais frequentes. Com Moacir, por exemplo, chegou a dar um tapa nas costas do lateral-direito antes de receber uma bola, simulando uma catimba típica de partidas tensas. E tensão não houve na atividade. Pelo contrário.

O ânimo de Ronaldo ficou claro quando ele treinou pênaltis. Foi a grande demonstração da empolgação do camisa 9. Uma dancinha lateral, com os braços balançando para cima e para baixo, mostraram um Fenômeno brincalhão e solto. Ele imitou a reação de Julio Cesar após uma dupla paradinha.

Com sutileza, o atacante ainda deu um susto em Andrés Sanchez. O presidente alvinegro caminhava atrás do gol quando Ronaldo bateu um pênalti alto. Acertou o gol, mas mandou a bola exatamente na direção do dirigente, que se assustou e chegou a se agachar. Roberto Carlos gargalhou.

A alegria de Ronaldo também ficou evidente nas provocações aos goleiros Julio Cesar e Rafael Santos durante os pênaltis. “Fica parado no meio do gol, vou chutar no meio”, avisou o atacante antes de bater a penalidade. Após cumprir a promessa e estufar as redes, emendou para Julio Cesar. “Não acredita em mim, pô? Não sou moleque”, disse ele, entre gargalhadas.

O clima é exatamente o oposto da preocupação que cerca a estada do Fenômeno no Rio de Janeiro. No hotel ou no treino desta terça, o atacante não teve problemas. Atendeu a pedidos de fotos e autógrafos antes e depois do almoço, mostrando paciência. Em General Severiano, teve o nome gritado por alguns garotos que assistiram à atividade da arquibancada botafoguense.

Até o fim da tarde desta terça, os insultos e as provocações lembrando o envolvimento com travestis em 2008 não aconteceram. Ainda que aconteçam até a partida diante do Flamengo, o Fenômeno parece estar preparado. E feliz, como ressalta Mano Menezes. “O Ronaldo está melhor. E o fato de estar sorrindo me dá uma possibilidade maior de sorrir também. Isso me agrada”, comemorou o treinador corintiano, cheio de otimismo.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host