UOL Esporte Libertadores
 
05/05/2010 - 21h02

Patrícia Amorim chega confiante ao Pacaembu, mas lamenta falta de chuva

Alexandre Sinato, Renan Prates e Thales Calipo
Em São Paulo

No estado de São Paulo para acompanhar o desempenho dos nadadores rubro-negros no Troféu Maria Lenk, a presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, chegou ao Pacaembu na noite desta quarta-feira confiante em um bom resultado do time de futebol, que às 21h50 enfrenta o Corinthians pela Libertadores. Mesmo em um gramado seco.

Ao pisar dentro do estádio, a mandatária flamenguista reiterou o apoio no time carioca, mas, de forma bem humorada, lamentou a falta de chuva, em alusão ao duelo de ida disputado no Maracanã e vencido pelo Flamengo por 1 a 0, debaixo de um temporal que alagou o gramado.

“Estamos jogando sem chuva, e na água a gente se sai melhor. Mas estamos na torcida para que a gente saia do Pacaembu classificado. Estou bastante tranquila. Adoro competições”, disse a presidente rubro-negra.

O FLAMENGO NO TWITTER

Mais cedo, em Santos, a ex-nadadora viu Cesar Cielo conquistar, nos 50m livre, o seu primeiro ouro defendendo o clube. Patrícia Amorim o elogiou, mas evitou comparações entre o nadador e o time de futebol. Nem mesmo quis responder se era mais fácil Cielo ser campeão olímpico em 2012 ou o Flamengo abocanhar a Libertadores.

“Os dois são muito difíceis, mas confio em ambos. O Cielo está nadando agora sem o supermaiô e está se acostumando. Mas torço muito para que aconteçam as duas coisas”, concluiu Patrícia Amorim.

Ao vencer o confronto de ida no Maracanã, por 1 a 0, o Flamengo abriu boa vantagem neste duelo de oitavas de final da Libertadores contra o Corinthians. Para avançar às quartas de final, a equipe carioca pode perder por até um gol de diferença, desde que marque ao menos um. Se o time alvinegro devolver o placar de 1 a 0, a decisão será nos pênaltis.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host