UOL Esporte Libertadores
 
12/05/2010 - 18h58

Entrosamento do Estudiantes chama atenção dos jogadores do Inter

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre
  • Guiñazu jogou em 2008, mas espera Estudiantes forte

    Guiñazu jogou em 2008, mas espera Estudiantes forte

O Estudiantes é o atual vencedor da Libertadores, tem Verón e o mesmo treinador há mais de dois anos. Além de tudo isso, o entrosamento do time argentino desperta atenção no grupo de jogadores do clube gaúcho, que entram em campo às 20h15min desta quinta-feira no jogo de ida das quartas de final.

“Enfrentar o Estudiantes já é complicado. Assim como é para eles também nos encarar. O time deles demonstra que sabe jogar futebol, ainda mais fora de casa”, disse o capitão Guiñazu. “É um time que marca forte e tem um entrosamento muito grande por jogar junto há muito tempo”, comentou Andrezinho.

São quatro remanescentes da final com o Inter na Copa Sul-Americana, em 2008. Desábato, Cellay, Verón e Bosseli. No entanto, a qualidade continua alta. “O Estudiantes é muito equilibrado. Teve gente que foi, mas chegaram outros. No jogo vamos testar esse time e só posso dizer que é um adversário muito digno”, apontou o capitão do clube vermelho.

Vencer, mas sem definir nada

O discurso do técnico Jorge Fossati encontrou eco nos atletas. A meta do Inter, dentro das quatro linhas, é vencer, se possível sem tomar gols e – de quebra, buscar uma vantagem superior a um gol. Desafio complicado diante de uma formação que não é vazada há três partidas. “Para atingir os objetivos, tem que ser melhor. Temos que dar o melhor, os 110%. Não se define nada, mas tomara que consigamos a vantagem para decidir na casa deles”, lembrou o meio-campista argentino.

Os jogadores também sabem que mesmo com vantagem, não é possível dar a classificação às semifinais como certa após o jogo em Porto Alegre. A partida de ida, em casa, terá atenção especial do sistema defensivo para não ser surpreendido.

INTERNACIONAL NO TWITTER

“Temos que trabalhar com isso, temos gente experiente para ter essa preocupação de não tomar gol. O principal objetivo é vencer, mas não podemos tomar gol por que dificultaria muito no jogo fora”, destacou Andrezinho.

Depois de um treino com dividido em três partes, no gramado suplementar do estádio Beira-Rio, o grupo de jogadores seguiu para a concentração. O técnico Jorge Fossati relacionou 19 atletas. A provável escalação: Abbondanzieri; Nei, Bolívar, Sorondo e Kleber; Sandro, Guiñazu, Andrezinho e D’Alessandro; Walter e Alecsandro. Ainda concentrados: Lauro; Fabiano Eller, Glaydson, Wilson Matias, Giuliano, Edu, Leandro Damião e Taison.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host