UOL Esporte Libertadores
 
25/05/2010 - 18h40

Walter diz que provocou torcida por ter sido chamado de macaco

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre
  • Walter pode ser punido por gestos feitos a torcida do Estudiantes, no estádio Centenário

    Walter pode ser punido por gestos feitos a torcida do Estudiantes, no estádio Centenário

O atacante Walter, do Internacional, admitiu que fez gestos para a torcida do Estudiantes depois do final do jogo em Quilmes, no dia 20. Porém, o jogador garante que foi um revide pelos gritos racistas que ouviu antes do jogo.

“A torcida deles nos chamava de macaco. Eu só escutei. Se eu tivesse feito um gol iria lá mexer com eles. Aí fizemos o gol com o Giuliano e fui mexer com eles”, relatou o atleta. O nome de Walter será citado pelo árbitro Oscar Ruiz em súmula e o jogador pode ser punido pela Conmebol na Copa Libertadores.

“Eu mexi com a torcida deles mesmo. Foi por isso que tomei um murro na cabeça. Eu estava com a torcida, virei e vi muita gente correndo. Aí fui caminhando e mexi com a torcida deles e tomei o soco”, contou Walter. “Eu só apanhei, não bati. Acho que era segurança e policial batendo”, completou.

O atacante foi sincero e revelou surpresa quando questionado sobre possível sanção. “É uma surpresa para mim. Fiquei sabendo por vocês. O Alecsandro falou que era o meu ou o nome dele que foi anotado pelo juiz”, contou Walter.

Além do centroavante, o goleiro Lauro também deve ser punido pela Confederação Sul-Americana de Futebol. Abbondanzieri, que participou do gênese da confusão, falou com Ruiz e recebeu a informação que seu nome não será citado.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host