UOL Esporte Libertadores
 
11/06/2010 - 08h01

Liminar pode ajudar Inter a inscrever reforços na Libertadores

Do UOL Esporte
Em Porto Alegre

O Inter tenta, de todas as formas, conseguir uma alternativa legal de inscrever seus reforços na Copa Libertadores. Depois de tentar antecipar a janela de transferências, o clube gaúcho agora terá o apoio do Sindicato dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Sul.

A entidade vai entrar com uma ação na Justiça do Trabalho do Estado para viabilizar a utilização dos atletas. Na visão do Sindicato, os jogadores não podem ficar sem exercer a profissão.

“Um jogador de futebol não pode ficar impedido de trabalhar por um burocrata”, disse o advogado do Sindicato dos Atletas Profissionais do RS, Décio Neuhauss, em entrevista à Rádio Gaúcha. “Antigamente existia um consenso na CBF de que, quando o atleta estava sem contrato, poderia ser inscrito fora da janela. Agora, a entidade vem negando isso. É contra o preceito constitucional sobre o livre exercício da profissão”, explicou.

Um exemplo de liminar bem sucedida, que aconteceu com o rival, Grêmio, dá esperanças ao Inter. Em 2008, o meia Tcheco havia voltado do exterior antes da abertura da janela. Neuhauss conseguiu, junto à Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul, a liberação para inscrição do jogador.

Sendo atendida a ação, que será encaminhada na próxima segunda-feira, o Inter poderia contar com o volante Tinga para os jogos contra o São Paulo, nos dias 28 de julho e 4 de agosto, pelas semifinais da Copa Libertadores. Além dele, o goleiro Renan e o atacante Rafael Sóbis estão regressando ao Beira-Rio e igualmente teriam condições legais de atuar.

A tentativa do vice de futebol, Fernando Carvalho, junto à CBF para antecipar o período de transferências para julho dificilmente terá efeito. O próprio cartola admite que a manobra não surtiu o efeito desejado aos olhos da entidade maior do futebol brasileiro.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host