UOL Esporte Libertadores
 
04/08/2010 - 18h11

SP vende 473 ingressos nesta 4ª e não deve ter lotação máxima; Ceni culpa frio e preços

Carlos Padeiro*
Em São Paulo
  • Dos 64.921 ingressos colocados à venda para o jogo contra o Inter, 46.304 foram vendidos até agora

    Dos 64.921 ingressos colocados à venda para o jogo contra o Inter, 46.304 foram vendidos até agora

O Morumbi dificilmente atingirá a sua lotação máxima nesta quinta-feira. Dos 64.921 ingressos colocados à venda para a partida contra o Internacional, que vale uma vaga na final da Copa Libertadores e outra no Mundial da Fifa, em dezembro, os torcedores adquiriram 46.304 até o momento.

Nesta quarta, foram comercializadas 473 entradas. A diminuição no ritmo das vendas tem como principal motivo o fato de as arquibancadas, cujos valores são mais baratos (R$ 70 atrás do gol e R$ 100 no centro do campo), já estarem esgotadas.

Após o treino desta quarta-feira, o capitão Rogério Ceni tentou encontrar razões para a procura abaixo das expectativas e culpou o tempo e os preços. "Primeiro é porque está frio, com probabilidade de chuva. O ingresso está caro, principalmente os que sobraram agora. Para o torcedor que tem duas ou três pessoas para ir, uma família, é puxado", opinou o camisa 1.

Na sequência, adotou um discurso otimista. "Acredito que nas últimas 24 horas vai passar dos 50 mil. Garanto que vai ser o maior público do ano. Hoje o pessoal ainda está em casa. O mais importante de tudo é, para quem estiver lá, os 50 mil, estar com a gente, em uma voz só".

Os ingressos seguem à disposição dos torcedores nesta quinta, nas bilheterias do Morumbi, das 10 horas até a bola rolar.

O recorde de público na casa são-paulina neste ano ocorreu em maio, durante a vitória do time tricolor sobre o Cruzeiro por 2 a 0, pelas quartas de final. Na ocasião, foram registrados 52.196 pagantes.

*Atualizado às 19h05

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host