UOL Esporte Libertadores
 
18/08/2010 - 10h18

Capitão do Inter espera virar herói ao levantar taça da Libertadores

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre

Se tudo sair como planeja o Inter e espera a torcida, no final da noite desta quarta-feira, o zagueiro Bolívar vai levantar o troféu de campeão da Copa Libertadores de 2010. Um empate já torna a cena possível. O capitão da equipe aguarda o momento de coroação da equipe também pensando na figura que irá se tornar na história do clube gaúcho.

“Vejo só grandes jogadores no Rio Grande do Sul erguendo essa taça. É Hugo De Léon, Fernandão. Então me considero um herói que vai levantar um troféu”, comentou Bolívar. Em 2007, quando da conquista da Recopa, Iarley chamou Fernandão e Clemer para erguer o troféu, algo que pode se repetir agora. “Se eu puder chamar todos, chamo todos. Não vai ser o Guiñazu ou outros que usaram a braçadeira. Não é um momento meu, é do grupo inteiro”, disse o atual capitão.

O segundo título da América vai render ao Inter, de quebra, um novo grupo de ídolos. Rafael Sóbis, Tinga, Guiñazu, D’Alessandro e Bolívar, que concorda com a ideia. “Eu tive o prazer de ganhar em 2006 e sei que você fica marcado para sempre. Tendo a possibilidade de ganhar pela segunda vez é especial. O Inter tem grandes jogadores que ganharam títulos: Falcão, Claudiomiro, Valdomiro, Figueroa e Batista. Quero olhar para cá e saber que meu nome está gravado na história do clube também”, revelou.

A faixa branca que vai no braço esquerdo do líder do Inter em campo andou por Guiñazu e Tinga neste ano. Também esteve com Bolívar e se consolidou ali com a chegada de Celso Roth. Mas o fato de ser o encarregado do time na hora da premiação continua em segundo plano para Bolívar.

“A gente fica com o pensamento na partida, por ser um momento especial. A cada hora que passa isso vai te compenetrando cada vez mais. É um momento que você entra para a história. Estamos todos cientes disso. A ideia de levantar o troféu fica em segundo plano”, garantiu o zagueiro.

O Inter conta com todo seu time titular para assegurar o título em casa. A escalação para a grande final tem: Renan, Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Sandro, Guiñazu, Tinga, D’Alessandro e Taison; Alecsandro.
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host