UOL Esporte Libertadores
 
Antonio Scorza/AFP

Leoz, ao lado de Pelé, defendeu relacionamento da Conmebol com mexicanos

18/08/2010 - 16h48

Conmebol evita polêmica sobre convite a mexicanos na Libertadores

Daniel Cassol
Em Porto Alegre

O presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), Nicolás Leoz, evitou responder às perguntas sobre a participação dos clubes mexicanos na Libertadores. Sem comentar o fato de que o Chivas, em caso de título, não poderá usufruir da vaga no Mundial Interclubes, o dirigente exaltou a parceria com o México e ainda confirmou que o Japão disputará a Copa América do ano que vem.

“Os dois times estão qualificados para a final, fizeram uma grande partida no México e agora jogam a definitiva. O que pretendemos é que todo mundo que assiste pela televisão veja um espetáculo e que possamos todos sair felizes”, disse Nicolás Leoz, evasivo. A Conmebol e o banco que patrocina a Libertadores organizaram uma coletiva de imprensa nesta quarta, para fazer um balanço da atual edição.

Desde 1998 participando da Libertadores como convidados, os clubes mexicanos estão, com o Chivas, pela segunda vez na final da competição. O fato motiva os tradicionais questionamentos sobre o convite aos mexicanos, que não podem ficar com a vaga no Mundial Interclubes caso conquistem o título.

Diante de insistentes perguntas, Leoz disse que o convite se deve ao bom relacionamento com o país. “Com o México, sempre mantivemos um relacionamento excelente. Esse é o motivo principal”, explicou. O dirigente ainda afirmou que a intenção da Conmebol é ampliar a participação de outras confederações nas competições sul-americanas. O Japão será convidado mais uma vez a participar da Copa América do próximo ano.

O Chivas entrou na atual Libertadores já na fase de oitavas de final, já que os mexicanos foram excluídos no ano passado devido à ameaça de Gripe A no país. Segundo o diretor-executivo da Conmebol, a decisão foi uma “inovação” da entidade. “Pensamos no esporte, mas além de qualquer circunstância”, declarou.

A primeira vez que um time mexicano chegou à final da Libertadores foi em 2001. Depois de perder em casa para o Boca Juniors, o Cruz Azul devolveu o mesmo placar de 1 a 0 na Bombonera, mas acabou perdendo o título para os argentinos nos pênaltis. O Chivas é o segundo time mexicano a chegar à final da competição.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host