UOL Esporte Libertadores
 
Neco Varella/EFE

Lateral Kléber também lembrou o trabalho de Jorge Fossati, o primeiro técnico

19/08/2010 - 00h35

Jogadores do Inter exaltam força do grupo na festa do título da Libertadores

Do UOL Esporte
Em Porto Alegre

Força do grupo, segurança dos jogadores e agradecimentos ao técnico Celso Roth. Estes foram os primeiros temas lembradas pelos novos campeões da Libertadores. Após a vitória do Inter sobre o Chivas, por 3 a 2, os colorados exaltaram as qualidades do time campeão.

“Nosso grupo é muito forte e não era um gol que iria nos desestabilizar. Conseguimos um grande feito, que foi reverter essa situação e conseguir o título”, disse o capitão Bolívar, um dos primeiros a falar após o apito final.

O zagueiro do Inter revelou a conversa do técnico Celso Roth no intervalo da partida, quando a equipe perdia por 1 a 0. “Sabíamos que o objetivo ainda estava em jogo. O placar era adverso, mas poderíamos reverter. No intervalo o Celso pediu para mantermos a tranquilidade e a mesma dedicação”, afirmou.

O técnico Celso Roth, aliás, foi um dos principais festejados pelos jogadores, que agradeceram ao técnico que chegou no Beira-Rio para as semifinais da Libertadores.

“O Roth teve muita chegada, sempre nos incentivando. Mudou totalmente a nossa postura”, disse o zagueiro Índio. “Ele me passa a confiança, me colocou em todos os jogos. Dei um abraço nele para dar parabéns”, completou o meia Giuliano, autor do terceiro gol do Inter.

O lateral-esquerdo Kleber fez questão de lembrar também Jorge Fossati, o técnico que pôs o Inter na semifinal. “Não podemos deixar de lembrar do Fossati, que também passou por aqui. O Fossati no começo, o Roth no final”, resumiu.

O Inter venceu o Chivas por 3 a 2, após terminar o primeiro tempo perdendo por 1 a 0. O resultado deu o bicampeonato da Libertadores aos colorados, depois da primeira conquista em 2006.
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host