Topo

Futebol


Grêmio vence Nacional-URU na estreia e assume liderança do grupo da morte

Carmelito Bifano

Do UOL, em Porto Alegre

2014-02-14T00:06:16

14/02/2014 00h06

O Grêmio manteve a escrita de nunca ter perdido para o Nacional na Libertadores da América ao vencer, por 1 a 0, os uruguaios no estádio Parque Central, em Montevidéu. Depois de um primeiro tempo com poucas oportunidades, Riveros aproveitou cruzamento do volante Ramiro e colocou os gaúchos na liderança do grupo 6 da competição Sul-Americana.

Após os primeiros 15 minutos de muita disputa física, principalmente no meio de campo, o Nacional passou a controlar as ações ofensivas, enquanto o Grêmio buscava espaços para buscar os contra-ataques. Os gaúchos procuravam as laterais para se aproximar da meta de Munúa. Já os uruguaios abusavam das ligações diretas da defesa para o ataque procurando o atacante Alonso, que servia os companheiros de meio de campo que chegavam em velocidade.

A primeira oportunidade do jogo ocorreu aos 16 minutos. De Pena aproveitou uma bola afastada por Wendell e chutou próximo ao poste direito de Marcelo Grohe. Quatro minutos depois, o meia tentou duas vezes. Na primeira, o chute bateu em Werley. Na segunda, a bola passou próxima ao travessão da meta gremista.

O Grêmio criou a primeira oportunidade de abrir o placar aos 27 minutos. Zé Roberto recebeu passe na intermediária e chutou. Munúa espalmou para cima, Luan cabeceou para o chão, a bola quicou e o goleiro do Nacional segurou firme, depois de se chocar com Barcos, na pequena área. Três minutos depois, Alonso tentou jogada dentro da área, mas foi bloqueado. No rebote, De Pena chutou próximo ao travessão gremista.

Aos 35 minutos, Álvarez cobrou lateral na cabeça de Alonso. O atacante cabeceou para o lado e Cruzado bateu rasteiro, mas a bola saiu próximo ao poste esquerdo de Grohe.  Três minutos depois, Ramiro cobrou falta, a bola quicou dentro da área e Rhodolfo chegou um pouco atrasado.

Logo a um minuto do segundo tempo, Marcelo Grohe salvou o Grêmio com uma defesa de reflexo, após cabeçada de Scotti para o chão e que tinha a direção das redes. Três minutos depois, Barcos arriscou um chute, mas a bola saiu alta, sem perigo para Munúa. Após esse lance, o jogo passou a ser disputado no meio de campo e com poucas chances de gols.

Somente aos 20 minutos o Grêmio criou outra oportunidade. Barcos recebeu passe próximo a linha da grande área, pelo lado esquerdo de ataque, cortou para dentro, mas chutou fraco para fácil defesa de Munúa. Três minutos depois, o argentino passou para Ramiro na lateral direita. O volante cruzou e Riveros, sem marcação, cabeceou para o fundo das redes. Grêmio 1 a 0.

Aos 24, Barcos perdeu boa oportunidade para ampliar. O argentino recebeu lançamento, invadiu a área, passou por um marcador e, na frente do goleiro Munúa, não conseguiu chutar porque Prieto fez o corte. Aos 32, Riveros aproveitou um rebote dentro da área e bateu forte, porém, a bola bateu na rede pelo lado de fora.

Atrás no placar, o Nacional se jogou para o ataque para tentar o empate. Leo Gago salvou o Grêmio aos 42 minutos depois que Scotti cabeceou em direção ao gol, com Marcelo Grohe batido. Na sequência, após chute de um jogador do Nacional, a bola bateu na mão de Barcos, mas o árbitro Antonio Arias entendeu como falta fora da área. O Grêmio se defendeu com perfeição e conseguiu os primeiros três pontos na competição sul-americana.

O Grêmio volta a campo no domingo, às 16h, em Bento Gonçalves, contra o Esportivo, pelo Gauchão. O próximo confronto pela Libertadores está marcada para o dia 25 de fevereiro, às 22h, contra o Atlético Nacional, da Colômbia, na Arena.

NACIONAL-URU 0 X 1 GRÊMIO

Data: 13/02/2014 (quinta-feira)
Local: Estádio Parque Central, em Montevidéu (URU)
Árbitro: Antonio Arias (Paraguai)
Assistentes: Dario Ganoa e Eduardo Cardozo (Paraguai)
Cartões amarelos: Riveros, Werley e Barcos (GRE) e Scotti (NAC)
Gol: Riveros, aos 23 minutos do segundo tempo.

NACIONAL-URU
Munúa; Álvarez, Scotti, Curbelo e Juan Díaz; Prieto, Calzada, Cruzado (Dorrego) e Pereiro (Mascia); De Pena (Alvaro Recoba) e Alonso.
Técnico: Gerardo Pelusso

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Edinho, Ramiro (Leo Gago), Riveros, Zé Roberto (Máxi Rodríguez) e Luan (Bressan); Barcos
Técnico: Enderson Moreira

Mais Futebol