O que o São Paulo precisa corrigir em dois dias para Libertadores?

Do UOL, em São Paulo

  • Maurício Rummens /Fotoarena/Folhapress

A estreia oficial do São Paulo na temporada de 2016 não foi das mais empolgantes. Apesar de deixar o técnico Edgardo Bauza satisfeito com o desempenho defensivo, o time paulista teve uma apresentação pobre no ataque, setor que mais precisa evoluir para o confronto com o Universidad César Vallejo, pela fase preliminar da Copa Libertadores.

Contra o Red Bull Brasil, no último sábado, Paulo Henrique Ganso, Michel Bastos, Alan Kardec e Centurión foram escolhidos como titulares pelo técnico argentino, mas não foram bem em conjunto. Michel Bastos teve bons momentos individuais, finalizando bem de longa distância e caprichando nas cobranças de falta, das quais se tornou o principal encarregado com a aposentadoria de Rogério Ceni.

Ganso fez o gol do São Paulo de cabeça, correu bastante e chegou até a ser punido com um cartão amarelo por uma entrada dura no campo de defesa. No entanto, foi pouco produtivo, não contribuindo significativamente para a criação de jogadas de ataque, sua principal função.

Centurión e Kardec foram ainda mais discretos que seus colegas. O centroavante chegou a ter uma oportunidade para marcar, mas optou por driblar o goleiro adversário e perdeu a chance do gol. A dupla pode ter a titularidade ameaçada para a próxima partida, com Kieza,  Rogério e Calleri aparecendo como opções para substituí-los.

Rogério chegou a entrar contra o Red Bull Brasil, mas teve pouco tempo para mostrar serviço. Pelo histórico com a camisa tricolor, ele é o principal candidato para entrar na vaga de Centurión e dar mais dinâmica ao setor ofensivo. Calleri e Kieza seriam alternativas a Kardec. Enquanto o argentino trabalhou pouco com seus companheiros nos treinamentos - só será apresentado na segunda-feira (1) -, Kieza apareceu bem nas atividades da última semana, chegando a marcar dois gols no treino da quarta-feira passada (27).

Na retaguarda, uma alteração será necessária, pois Breno sofreu lesão no primeiro jogo do Estadual. Lucão, que entrou no segundo tempo contra o Red Bull e cometeu o pênalti que resultou no gol de empate, é a única opção para substituir o titular, pois Diego Lugano ainda não está pronto fisicamente para jogar e Lyanco integra o elenco que disputa a Libertadores Sub-20.

Ainda há uma chance para Breno entrar em campo, mas é provável que ele não se recupere a tempo do próximo compromisso da equipe. A data limite é terça-feira (2), quando o São Paulo embarca para o Peru. Com a alteração forçada na dupla de zagueiros, Bauza terá que reforçar a atenção nos treinamentos para os lances de bola parada, ponto vulnerável apresentado pela defesa na partida do Paulista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos