Calleri estreia no 2º tempo e salva SP de derrota no Peru pela Libertadores

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em Trujillo (Peru)

A salvação do São Paulo na primeira partida da fase preliminar da Copa Libertadores veio do banco. Contratado por empréstimo pelos próximos seis meses, o argentino Jonathan Calleri precisou de apenas oito minutos em campo para balançar as redes e evitar que o clube brasileiro fosse derrotado para o Cesar Vallejo, no Peru, nesta quarta-feira (3). Com o gol do estreante, o time do Morumbi volta para o Brasil com um empate de 1 a 1 na bagagem.

A partida ainda ficou marcada por uma polêmica envolvendo a arbitragem. Alan Kardec marcou um gol no primeiro tempo, mas o árbitro entendeu que a bola não havia passado a linha e invalidou o lance. "Tive a impressão de que foi gol, mas só vocês podem dizer", afirmou, em entrevista à "TV Globo".

O duelo é válido para decidir quem será o quarto integrante do Grupo 1 da Copa Libertadores, que conta com River Plate (ARG), The Strongest (BOL) e Trujillanos (VEN).

Agora, o São Paulo precisará de um empate sem gols ou qualquer vitória no jogo de volta, na próxima quarta-feira, no Pacaembu - o Morumbi passa por reformas no gramado. Caso a partida termine com novo empate por 1 a 1, a decisão será nos pênaltis. Qualquer igualdade com dois ou mais gols resultará na classificação peruana.

FICHA TÉCNICA
Cesar Vallejo 1 x 1 São Paulo

Local: Estádio Mansiche (Peru)
Data: 03/02/2016
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Roddy Zambrano (Equador)
Assistentes: Luis Vera e Juan Macias (Equador)
Cartões amarelos: Riojas, Millan e Morales (UCV); Calleri (São Paulo)
Gols:
Cesar Vallejo: Hohberg, aos 19 minutos do primeiro tempo
São Paulo: Calleri, aos 21 minutos segundo tempo

Cesar Vallejo: Libman; Requena, Cardoza, Riojas e Guizasola; Ciucci, Quinteros (Morales), Montes (Quinteros), Millan e Hohberg; Chavez
Técnico: Franco Navarro

São Paulo: Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Breno e Mena; Hudson, Thiago Mendes (Thiago Mendes), Michel Bastos, Ganso e Centurión (Carlinhos); Alan Kardec (Calleri)
Técnico: Edgardo Bauza

Como foi o jogo

  • 1º tempoMesmo jogando fora de casa, o São Paulo iniciou a partida pressionando mais o Cesar Vallejo. Roubando muitas bolas e com uma marcação alta, a equipe brasileira criou duas grandes chances de marcar. Na primeira, aos 10 minutos, Kardec cabeceou, a bola bateu no travessão e caiu dentro do gol. O árbitro Roddy Zambrano, porém, não deu gol. Um minuto mais tarde, Ganso saiu na cara do gol e acertou a trave do goleiro Libman. Os dois lances antecederam o tento peruano, aos 18 minutos.Hohberg pegou a bola pela esquerda, ajeito e soltou a bomba. A bola acertou o ângulo de Denis, que se esticou todo, mas não conseguiu fazer a defesa.
  • 2º tempoNo início do segundo tempo, o São Paulo retomou o ritmo de pressão. E quase chegou ao empate aos 11 minutos, quando Michel Bastos cruzou rasteiro e a defesa peruana conseguiu cortar. Aos 20, a pressão resultou em gol, e vinda de um estreante que estava apenas oito minutos em campo. Jonathan Calleri recebeu lançamento de Ganso, ganhou da marcação e tocou por cima do goleiro Libman. No final, uma forte pressão do São Paulo quase resultou em gol, primeiro com Calleri e depois com Breno.

Destaques

  • Gol anuladoAos 10 minutos do primeiro tempo, aconteceu o lance que poderia ter mudado a história da partida. Bruno foi até a linha de fundo e cabeceou para a cabeçada firme de Alan Kardec. A bola bateu no travessão e caiu dentro do gol de Libman. O árbitro Roddy Zambrano, porém, não deu gol. O lance irritou o técnico Edgardo Bauza, que reclamou com o quarto árbitro, dizendo que ?ficou claro? que a bola entrou.
  • Estrela do novo reforçoEm desvantagem no marcador, Edgardo Bauza promoveu a estreia de Jonathan Calleri. E o argentino foi decisivo para o São Paulo. Com apenas oito minutos em campo, o atacante recebeu em profundidade, superou a marcação e tocou por cima de Libman para empatar a partida.

Melhores

  • Ganso, São PauloGanso foi destaque do São Paulo pela segunda partida consecutiva na temporada. No final de semana, foi do meia o gol no empate com o Red Bull Brasil, pelo Campeonato Paulista. Já na Libertadores, o camisa 10 esteve envolvido em quase todos os lances de perigo da equipe brasileira. Na chance mais clara, sobrou na cara do gol e acertou o travessão de Libman. No segundo tempo, foi o responsável pelo lançamento que resultou no gol de Calleri.

Piores

  • Centurión, São PauloEm um jogo difícil para o São Paulo, o argentino Centurión terminou como destaque negativo. O meia-atacante iniciou o jogo em posição invertida com Michel Bastos, em uma mudança testada por Bauza no último treinamento da equipe no Brasil. Apesar disso, o desempenho do jogador não foi satisfatório. Além de perder diversas jogadas no um contra um, o argentino perdeu grande chance aos 17 minutos do primeiro tempo, ao errar uma cabeçada após cruzamento de Ganso.

Melhores notas

  • Cesar Vallejo
  • São Paulo
Avaliação
dos usuários
do Placar UOL
5
8,3
Alejandro Hohberg
1
9,1
Jonathan Calleri
 
1
8,0
Daniel Chávez
5
7,0
Paulo Henrique Ganso

Próximos Jogos - São Paulo

  1. Avaí AVA
    São Paulo SPA
  2. Palmeiras PAL
    São Paulo SPA
  3. São Paulo SPA
    Ponte Preta PON
  4. Vitória VIT
    São Paulo SPA
  5. São Paulo SPA
    Corinthians COR

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos