Calleri estreia no 2º tempo e salva SP de derrota no Peru pela Libertadores

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em Trujillo (Peru)

A salvação do São Paulo na primeira partida da fase preliminar da Copa Libertadores veio do banco. Contratado por empréstimo pelos próximos seis meses, o argentino Jonathan Calleri precisou de apenas oito minutos em campo para balançar as redes e evitar que o clube brasileiro fosse derrotado para o Cesar Vallejo, no Peru, nesta quarta-feira (3). Com o gol do estreante, o time do Morumbi volta para o Brasil com um empate de 1 a 1 na bagagem.

A partida ainda ficou marcada por uma polêmica envolvendo a arbitragem. Alan Kardec marcou um gol no primeiro tempo, mas o árbitro entendeu que a bola não havia passado a linha e invalidou o lance. "Tive a impressão de que foi gol, mas só vocês podem dizer", afirmou, em entrevista à "TV Globo".

O duelo é válido para decidir quem será o quarto integrante do Grupo 1 da Copa Libertadores, que conta com River Plate (ARG), The Strongest (BOL) e Trujillanos (VEN).

Agora, o São Paulo precisará de um empate sem gols ou qualquer vitória no jogo de volta, na próxima quarta-feira, no Pacaembu - o Morumbi passa por reformas no gramado. Caso a partida termine com novo empate por 1 a 1, a decisão será nos pênaltis. Qualquer igualdade com dois ou mais gols resultará na classificação peruana.

FICHA TÉCNICA
Cesar Vallejo 1 x 1 São Paulo

Local: Estádio Mansiche (Peru)
Data: 03/02/2016
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Roddy Zambrano (Equador)
Assistentes: Luis Vera e Juan Macias (Equador)
Cartões amarelos: Riojas, Millan e Morales (UCV); Calleri (São Paulo)
Gols:
Cesar Vallejo: Hohberg, aos 19 minutos do primeiro tempo
São Paulo: Calleri, aos 21 minutos segundo tempo

Cesar Vallejo: Libman; Requena, Cardoza, Riojas e Guizasola; Ciucci, Quinteros (Morales), Montes (Quinteros), Millan e Hohberg; Chavez
Técnico: Franco Navarro

São Paulo: Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Breno e Mena; Hudson, Thiago Mendes (Thiago Mendes), Michel Bastos, Ganso e Centurión (Carlinhos); Alan Kardec (Calleri)
Técnico: Edgardo Bauza

Como foi o jogo

  • 1º tempoMesmo jogando fora de casa, o São Paulo iniciou a partida pressionando mais o Cesar Vallejo. Roubando muitas bolas e com uma marcação alta, a equipe brasileira criou duas grandes chances de marcar. Na primeira, aos 10 minutos, Kardec cabeceou, a bola bateu no travessão e caiu dentro do gol. O árbitro Roddy Zambrano, porém, não deu gol. Um minuto mais tarde, Ganso saiu na cara do gol e acertou a trave do goleiro Libman. Os dois lances antecederam o tento peruano, aos 18 minutos.Hohberg pegou a bola pela esquerda, ajeito e soltou a bomba. A bola acertou o ângulo de Denis, que se esticou todo, mas não conseguiu fazer a defesa.
  • 2º tempoNo início do segundo tempo, o São Paulo retomou o ritmo de pressão. E quase chegou ao empate aos 11 minutos, quando Michel Bastos cruzou rasteiro e a defesa peruana conseguiu cortar. Aos 20, a pressão resultou em gol, e vinda de um estreante que estava apenas oito minutos em campo. Jonathan Calleri recebeu lançamento de Ganso, ganhou da marcação e tocou por cima do goleiro Libman. No final, uma forte pressão do São Paulo quase resultou em gol, primeiro com Calleri e depois com Breno.

Destaques

  • Gol anuladoAos 10 minutos do primeiro tempo, aconteceu o lance que poderia ter mudado a história da partida. Bruno foi até a linha de fundo e cabeceou para a cabeçada firme de Alan Kardec. A bola bateu no travessão e caiu dentro do gol de Libman. O árbitro Roddy Zambrano, porém, não deu gol. O lance irritou o técnico Edgardo Bauza, que reclamou com o quarto árbitro, dizendo que ?ficou claro? que a bola entrou.
  • Estrela do novo reforçoEm desvantagem no marcador, Edgardo Bauza promoveu a estreia de Jonathan Calleri. E o argentino foi decisivo para o São Paulo. Com apenas oito minutos em campo, o atacante recebeu em profundidade, superou a marcação e tocou por cima de Libman para empatar a partida.

Melhores

  • Ganso, São PauloGanso foi destaque do São Paulo pela segunda partida consecutiva na temporada. No final de semana, foi do meia o gol no empate com o Red Bull Brasil, pelo Campeonato Paulista. Já na Libertadores, o camisa 10 esteve envolvido em quase todos os lances de perigo da equipe brasileira. Na chance mais clara, sobrou na cara do gol e acertou o travessão de Libman. No segundo tempo, foi o responsável pelo lançamento que resultou no gol de Calleri.

Piores

  • Centurión, São PauloEm um jogo difícil para o São Paulo, o argentino Centurión terminou como destaque negativo. O meia-atacante iniciou o jogo em posição invertida com Michel Bastos, em uma mudança testada por Bauza no último treinamento da equipe no Brasil. Apesar disso, o desempenho do jogador não foi satisfatório. Além de perder diversas jogadas no um contra um, o argentino perdeu grande chance aos 17 minutos do primeiro tempo, ao errar uma cabeçada após cruzamento de Ganso.

Melhores notas

  • Cesar Vallejo
  • São Paulo
Avaliação
dos usuários
do Placar UOL
5
8,3
Alejandro Hohberg
1
9,1
Jonathan Calleri
 
1
8,0
Daniel Chávez
5
7,0
Paulo Henrique Ganso

Próximos Jogos - São Paulo

  1. Mirassol MIR
    São Paulo SPA
  2. Corinthians COR
    São Paulo SPA
  3. Madureira MAD
    São Paulo SPA
  4. São Paulo SPA
    Botafogo-SP BOT
  5. São Paulo SPA
    Bragantino BRG

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos